"Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém" Carta do Apóstolo Paulo aos Coríntios

"Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém [...]". (Carta do Apóstolo Paulo aos cristãos. Coríntios 6:12) Tudo posso, tudo quero, mas eu devo? Quero, mas não posso. Até posso, se burlar a regra; mas eu devo? Segundo o filósofo Mário Sérgio Cortella, ética é o conjunto de valores e princípios que [todos] usamos para definir as três grandes questões da vida, que são: QUERO, DEVO, POSSO. Tem coisas que eu quero, mas não posso. Tem coisas que eu posso, mas não devo. Tem coisas que eu devo, mas não quero. Cortella complementa "Quando temos paz de espírito? Temos paz de espítito quando aquilo que queremos é o que podemos e é o que devemos." (Cortella, 2009). Imagem Toscana, Itália.















terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

KARL POPPER, A FALSEABILIDADE E OS LIMITES DA CIÊNCIA




Filosofia da ciência


Carlos Roberto de Lana*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação


Karl Popper (1902-1994) definiu os limites da atividade científica



Karl Popper nasceu em 1902, praticamente junto com o século 20. Nessa época, a ciência parecia ter atingido o auge do prestígio. A revolução industrial iniciada na Inglaterra do século 18 se fundamentou na divisão e organização do trabalho e nas novas tecnologias que aproveitaram as possibilidades abertas pela ciência determinista de sir Isaac Newton.

A utilização maciça das aplicações técnicas do conhecimento científico produziu um período de progresso material acelerado, no qual a humanidade avançou mais em dois séculos neste campo do que nos quatro mil anos anteriores.

Esse progresso acelerado colocou o conhecimento científico numa posição de destaque, que, no século 19, culminou no cientificismo, a crença de que tudo poderia ser explicado pela ciência, que deveria ser colocada acima de todos os outros modos do saber.


Supervalorização da ciência


Essa combinação de fatores sócio-históricos gerou grandes distorções, como o fato de a ciência, tornada laica pelo iluminismo europeu, ganhar status religioso em doutrinas como o positivismo e outras, durante o século 19 e início do 20.

É neste ambiente de supervalorização do progresso científico e de deturpação da natureza original da ciência que surge Karl Popper, que se tornaria o mais influente e respeitado filósofo da ciência entre os homens que a fazem nos dias de hoje. Austríaco de nascimento e britânico por opção, Popper é o autor da definição atualmente mais aceita de teoria científica:

"Uma teoria científica é um modelo matemático que descreve e codifica as observações que fazemos. Assim, uma boa teoria deverá descrever uma vasta série de fenômenos com base em alguns postulados simples como também deverá ser capaz de fazer previsões claras as quais poderão ser testadas."

Com esta definição, a simplicidade e a clareza voltavam a ser virtudes identificadoras da boa ciência, que assim se separa das mistificações que nos dois séculos anteriores tentaram pegar carona em seu prestígio.


Observação e teorização


Popper defendeu que, se a ciência se baseia na observação e teorização, só se podem tirar conclusões sobre o que foi observado, nunca sobre o que não foi.

Assim, se um cientista observa milhares de cisnes, em muitos lugares diferentes e verifica que todos os cisnes observados são brancos, isto não lhe permite afirmar cientificamente que todos os cisnes são brancos, pois, não importa quantos cisnes brancos tenham sido observados, basta o surgimento de um único cisne negro para derrubar a afirmação de que eles não existiriam.

Assim, qualquer afirmação científica baseada em observação jamais poderá ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva.

Uma teoria científica, no máximo, pode ser considerada válida até quando provada falsa por outras observações, testes e teorias, mais abrangentes ou exatos que a original.


Falseabilidade


A possibilidade de uma teoria ser refutada constituía para o filósofo a própria essência da natureza científica. Assim, uma teoria só pode ser considerada científica quando é falseável, ou seja, quando é possível prová-la falsa. Esse conceito ficou conhecido como falseabilidade ou refutabilidade.

Segundo Popper, o que não é falseável ou refutável não pode ser considerado científico. As teorias da
gravitação universal de sir Isaac Newton são científicas, por que além de se enquadrarem na definição ao propor equações simples que descrevem os modelos cósmicos gravitacionais, também é possível se fazer previsões acertadas com base nelas.

E as teorias de Newton também são falseáveis. Tanto que o foram, quando Albert Einstein com sua Teoria da Relatividade demonstrou que a mecânica newtoniana não era válida em velocidades próximas à da luz.



Teoria da relatividade



O clássico experimento do eclipse, no qual Einstein provou que a luz era afetada pelos campos gravitacionais e o experimento posterior, que provou que cronômetros de altíssima precisão postos em alta velocidade em relação à Terra apresentavam pequenos atrasos quando comparados a cronômetro idêntico mantido imóvel na superfície, trouxe a ciência aos novos tempos em que o tempo não mais era absoluto.

Mesmo assim, as teorias de Newton continuam válidas para a maioria das aplicações cotidianas, quando a influência da velocidade pode ser considerada desprezível para as aplicações práticas. A ciência mais uma vez mostrava seu poder de se renovar e melhorar a partir de suas próprias definições.

Por outro lado, seguindo as definições e o conceito da falseabilidade de Popper, a astrologia de horóscopo moderna não pode ser considerada científica.

Todo o gigantesco arcabouço da mecânica newtoniana, o mais prestigiado modelo científico de todos os tempos, foi falseado por dois experimentos simples e uma equação magistral (E = mC2).

Mas não existem experimentos possíveis que possam falsear a teoria de que a posição de determinados corpos celestes afetam a vida de pessoas nascidas em determinado período de determinada forma.

A abrangência das previsões e a falta de um modelo simples e claro que as expliquem tornam a astrologia de horóscopo não falseável e, portanto, não científica.


Limites da ciência


Com Popper, os limites da ciência se definem claramente. A ciência produz teorias falseáveis, que serão válidas enquanto não refutadas. Por este modelo, não há como a ciência tratar de assuntos do domínio da religião, que tem suas doutrinas como verdades eternas ou da filosofia, que busca verdades absolutas.

O melhor no velho filósofo, que se opôs ao nazismo e dedicou sua vida à defesa de boas causas, é que suas teorias se aplicam a elas próprias. Assim, se amanhã alguém redigir uma melhor definição de teoria científica, as idéias de Popper humildemente sairão de cena para tomar seu lugar na história da ciência.

Entre as muitas virtudes que nossa ciência adquiriu dos grandes sábios que lhe deram grandeza, Popper nos mostrou uma ciência que se faz grande na virtude da humildade.


*Carlos Roberto de Lana é professor e engenheiro químico.



232 comentários:

  1. Popper comprovou que a ciencia pode provar a verdadeira tese,sejam elas verdadeiras ou falsas, onde só se tira conclusão daquilo que foi observado. A ciencia não tem limites.
    RAFAEL E REGIANE 7°SEMESTRE DECORAÇÃO E DESIGN

    ResponderExcluir
  2. Popper defendia que a ciencia só pode ser tirada em tese o que se foi observado, sendo que o que não foi observado, não se tem conclusões, como o exemplo citado acima do caso dos cisnes.
    Toda tese pode ser considerada verdadeira ou falsa, podendo ser descartada quando se tem uma outra teoria com argumentos e conteúdos científicos para derrubar a antiga tese.
    Antonio Renan e Marina Margarido – 7º Semestre curso Decoração e Design

    ResponderExcluir
  3. Analisamos que uma teoria cientifica, ela é verdadeira até que provem o contrário. Pois se ela nao for provada que é falsa, ela não pode ser considerada cientifica. Popper mostra que nenhuma teoria é uma verdade absoluta, pois a partir do momento que surgir uma nova definição, suas teorias podem ser substituidas por outras.

    Kelly, Natália, Sâmia - 7° Semestre, Decoração e Design

    ResponderExcluir
  4. Conjunto de conhecimentos fundados sobre principios certos?

    Levando em consideração a definição ao pé da letra a palavra "Ciência" nem mesmo a ciência é ciência já que a busca sendo constante e repetitiva,seja para falser ou afirmar,podemos após muito estudo comprovar que tampouco o principio ou tese fora um dia certo.

    Ricardo Oliveira da Silva e Jane Gonçalvez
    7º Design

    ResponderExcluir
  5. Com a Revolução Industrial a ciência teve um destaque maior pelo surgimento de novas tecnologias em um curto espaço de tempo. Com a supervalorização da ciência nesse período muita pessoas se interessaram pelo assunto e dentre elas Karl, que apresentou a ciência de uma maneira mais simples e clara.
    Ele mostrou que uma teoria científica não pode basear-se apenas em observações, mas também deve surgir sobre bases teóricas. E que nenhuma teoria pode ser considerada uma verdade absoluta e definitiva.
    Na falseabilidade, Karl afirma que uma teoria científica só pode sê-la quando se pode provar o contrário.
    Já na Teoria da Relatividade, ele explica que algumas teorias não podem ser totalmente descartadas, pois, podem ser julgadas corretas dependendo do campo em que será utilizada.
    Por fim, assuntos como religião, doutrinas e filosofias que são julgadas verdades eternas não podem ser tratadas pela ciência, como constatado no texto lido.

    Laura Maria Medeiros n° 09

    Thaís Tomazini n° 21

    Decoração e design, 7° Semestre.

    ResponderExcluir
  6. Elisandra Fujimoto / Eloá Eduarda
    7ºSemestre - Decoração e Design

    Segundo Karl Popper, a ciência deve ser baseada na observação, afinal só se pode tirar conclusões de algo que foi observado. Porém uma teoria científica só baseada na observação, nunca poderá ser considerada uma verdade absoluta.
    Uma teoria científica só será considerada válida, quando esta puder ser falseável, ou seja, uma teoria em que não se possa discordar das veracidades dos fatos, a partir de algo, não é considerada ciência. Mas a partir do momento em que ela pode ser falseada, ela se torna uma teoria científica válida, até que se prove o contrário com o surgimento de outra teoria.

    ResponderExcluir
  7. De acordo com Karl Popper, uma afirmação não pode ser tomada como teoria científica apenas pela observação, pois só se pode afirmar o que foi observado. Para ser teoria científica, a afirmação deve se firmar em teorias e teses e não deixa de ser considerada científica mesmo se for provada falsa por outras teses.

    Mariana Dulianel
    Raquel Ometto
    7º Semestre - Decoração e Design

    ResponderExcluir
  8. De acordo com o texto, percebi que as propostas de Karl Popper são respeitantes ao critério de demarcação entre o discurso científico e outros tipos de conhecimento, a sua concepção inovadora do método científico e as conseqüências que daí resulta para a idéia de progresso científico.
    Segundo Karl Popper, por detrás da idéia de indução, encontra-se a convicção errada de que o investigador pode observar e experimentar a realidade sem pressupostos e sem preconceitos.
    O método científico processa-se de outro modo, numa tentativa de provar a falsidade (e não a verdade) das hipóteses de que parte, verificando até que ponto elas resistem a hipóteses contrárias.

    Marita da Silva
    7º semestre - Decoração e Design

    ResponderExcluir
  9. Ane Caroline , Andreia e Graziely- 7º Semestre Decoração e Design

    POPPER diz que toda teoria deve ser refutada,que há possibilidade de não ser uma verdade absuluta. Através da observação ao longo do tempo,provada através de testes, recria-se novas teorias no campo da ciência.

    ResponderExcluir
  10. Popper quis dizer que teorias não serão consideradas teorias através de observações, elas tem que ser fundamentadas. Mas mesmo assim, um dia elas podem ser consideradas falsas, fundamentando outras teorias contraditórias as existentes.
    Sendo assim, teorias não se passam de teorias que servem apenas para que outras teorias sejam criadas.

    Andrea Vieira e Sara - 7º semestre de Decoração e Design

    ResponderExcluir
  11. Parabéns à todos os alunos do 7º semestre de Decoração e Design, da FEA/CEUNSP, pela participação na atividade e pelas colocações pertinentes ao assunto.
    Abraço,
    Profª Marilia Coltri.

    ResponderExcluir
  12. popper quiz dizer que uma teoria só é considerada cientifica quando tem provas falsas , se não tem provas falsas ´não é um teoria cientifica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nicolle, não se trata de provas falsas, mas sim de teorias que foram consideradas verdadeiras e, subitamente, em virtude de um estudo mais aprofundado, ela foi falseada. Parabéns!! Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  13. Mateus Orejana - 6° ano Ana maria machado colégio ser

    Karl Popper diz que uma teoria cientifica só se torna uma teoria quando é possível rebate-la por outra teoria.

    Obs: Popper nasceu em 1902 onde a ciência já era bem avançada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja só Mateus, que humildade de Popper. Realmente a teoria dele é de uma grandiosidade ímpar e você conseguiu perceber isso. Ele é um dos belos exemplares de Homo Sapiens Sapiens. Parabéns!! Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  14. Giulia Buffo Pagliato6 de março de 2012 15:09

    Giulia Buffo Pagliato - Colégio Ser 6 ano Ana Maria Machado.
    Eu achei muito interesante tudo que foi postado mas o que mas chamou a minha atençao foi a Falseabilidade da ciência, tambem a esplicação dos cisnei , e que ele era Austríaco nascido e britãnico por opção .
    Obrigada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Giulia, a história dos cisnes é muito interessante. Que bom que você apreciou o artigo. Seu comentário foi muito pertinente! Parabéns! Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  15. Carolina Gonçalves garcia - 6ano Ana Maria Machado

    Eu amei este texto sobre a falsebilidade
    O que eu entendi foi que a teoria é cientifica quendo ela e falseavel, ou seja provar que esta teoria seja falsa
    Adorei !! Professora Marilia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem bom Carolina, que você apreciou o artigo. O seu entendimento foi acertivo! Estou muito satisfeita! Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  16. Estou encantada com os comentários dos alunos do 6º ano Azul do Colégio Ser! Sorocaba. Apesar de um tema tão complexo, todos postaram comentários muito pertinentes. Parabéns à todos!! Aguardo novos posts. Bjs,
    Profª Marilia Coltri.

    ResponderExcluir
  17. Allison Lucas - 6°ano Ana Maria Machado

    Teoria fantastica a de popper
    parabes

    ResponderExcluir
  18. De acordo com popper só se pode tirar conclusões sobre o que foi observado.
    Muito legal a teoria de Popper.

    ResponderExcluir
  19. sarah cayres 6ano colegio ser ana maria machado.

    Marilia eu adorei a sua postagem,mas oque me xamou mas atensao foi a esplicasao dos cisneis,eu nunca tinha ouvidoantes esta esplicasao dos cisneis.
    parabens.

    ResponderExcluir
  20. Ludmila-6°ano Ana Maria Machado
    Olha Marilia prabéns amei tudo,oque eu achei interessante foi que eu também sou do século 20 ou xx.
    Oque me chamou a atenção foi á falsiabilidade,agora tudo está bem mais claro com o exemplo dos cisneys.


    Obrigado

    ResponderExcluir
  21. Agatha 6 Ano Ana Maria Machado Colegio ser
    Adorei Todos os ducumentarios Mais me entecerei no do karl Popper
    PARABENS
    Bjs Agatha

    ResponderExcluir
  22. Luiza - 6º Ano Ana Maria Machado - Colégio Ser!
    Achei muito interessante todos os assuntos, mas o que me chamou mais atenção foi sobre a FALSEABILIDADE, que conta que uma teoria só pode ser considerada científica quando é falseável, que é possível prova-lá falsa. E esse conceito foi conhecido como FALSEABILIDADE ou REFUTABILIDADE. Adorei o seu blog, Parabéns!!! Bjs!

    ResponderExcluir
  23. Ana Paula - 6º ano Ana Maria Machado Colégio Ser!
    Eu achei legal que para Popper existem limites para a ciência e que a ciência produz teorias falseáveis, acredito que essa tenha sido a definição dele para a ciência.eu adorei seu blog....

    ResponderExcluir
  24. professora Marília gostei muito sobre a filosofia da ciência de Karl Popper
    Gabriel Tudela 6ºano colégio ser !

    ResponderExcluir
  25. ACHEI SUPER LEGAL GOSTEI DA COMCLUSÕES DE POPPER

    AMANDA
    6 ANO ANA MARIA MACHADO COLEGIO SER

    ResponderExcluir
  26. Popper Mostra que é com a ciencia que se encontra e se certifica a verdadeira tese, sendo verdadeira ou Falsa.
    Buscando sempre na pesquisa a resposta de tudo procurando erro em busca do acerto.
    Alunos Zelma Farias e Marcio Rodrigues do 7º semestre de Decoração e Design, da FEA/CEUNSP.

    ResponderExcluir
  27. Ricardo de Oliveira Martins n33 rgm 30491, 2semestre eng. mecatronica

    Popper dizia que uma teoria cientifica só se torna uma teoria quando é possivel torna-la falsa e rebater essa teoria, ele diz também que não são consideradas teorias aquelas que tem como base através de observações, elas tem que ter fundamentos cientificos

    ResponderExcluir
  28. Popper disse que todas as teorias são falsificáveis, mas isto é uma teoria, portanto ela pode ser falsificada, logo, essa teoria se torna valido por possuir um ponto de falseabilidade.
    Segue os 2 exemplos:
    Exemplo 1
    Você quer provar o “absurdo”, ai você pensa "para ver se meu argumento é verdadeiro procuro ver se é falso, se não provar que ele é falso é verdadeiro" esse tipo de pensamento não e cientifico, pois se você não provar que é falso, então você volta à estaca zero.
    Exemplo 2
    Se você diz que tem uma bola vermelha invisível, você acabou de se provar falso, porque se a bolinha é invisível, ela não é vermelha.

    Toda a VERDADE CIENTIFICA e na verdade uma TEORIA por não existir grau Maximo de comprovação de uma ideia .
    Então eu chego a conclusão que : a TEORIA para ser tornar valido e não dogma tem que ser falseado, mas ela sendo falso nunca será verdadeiro? Então toda a VERDADE CIENTIFICA e falso?

    Rafael Santos Gonçalves -- Engenharia Mecatrônica 2ºsemestre -- CEUNSP-Salto -- turma B(58223?) -- N º29

    ResponderExcluir
  29. È simplesmente magnífico saber que mesmo nascendo em uma época em que a CIÊNCIA vivia o auge do prestígio ,KARL POPPER se tornou o maior filósofo de todos os tempos .
    Ele defendia a tese de que uma teoria científica só pode ser considerada válida , se for refútavel , falseável .Para ele não bastava afirmar que uma teoria científica estava correta basendo-se em observação , pois com o surgimento de algo diferente a teoria ia por água abaixo .
    KARL POPPER com extrema INTELIGÊNCIA e SABEDORIA nos mostrou que a CIÊNCIA se faz grande na virtude da HUMILDADE .

    Fredi Rogério da Silva nº 21 , Eng.Elétrica - CEUNSP - turma 57213

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. É interessante ver como Popper, consegue se colocar e defender de forma humilde e simples, a sua visão de ciência, em uma sociedade que se encontrava no auge da ciência. A tese da falseabilidade é bastante clara, ao demonstrar que não é possível elaborar e defender uma teoria a partir apenas da observação, sendo necessário experiências, teorias e ser falseável, para não ser derrubada. A teoria e estudos de K. Popper, é de grande valia até hj para a nossa sociedade, já que abriu espaços para novas teorias adjuntas.

    Pedro Henrique Fávero - num. 48 - Eng. Elétrica/CEUNSP - Turma 57213

    ResponderExcluir
  32. Karl Popper dedicou a sua vida a defender que uma teoria só poderia ser científica se pudesse ser refutada provocando uma enorme discussão nas teorias científicas baseadas na observação pois as mesmas jamais serão consideradas absolutas.
    Com esta teoria muitas mistificações nas quais eram consideradas teorias ciêntificas foram separadas pois as mesmas não poderiam ser provadas com bases em testes e resultados.
    Uma afirmação só poderá ser considerada uma teoria ciêntica se através de bases e testes que a refutem caso contrário não passará de uma afirmação. Ao meu entender Popper queria mostrar a verdadeira ciência absoluta no qual estava perdida por mitos e misticismos nos quais desorientavam o pensamento ciêntifico.
    Contudo Popper mudou completamente a visão da teoria científca tornando-a mais refinada e direcionada para a busca do entendimento da natureza e do universo.

    Pedro José Oliveira Silvestre -- Engenharia Mecatrônica 2ºsemestre -- CEUNSP-Salto -- turma B(58223) -- N º25

    ResponderExcluir
  33. Hoje sabemos que a ciência não lida com dogmas, mas houve o tempo em que se acreditava em sua indubitabilidade. Nascido numa época em que o conhecimento cientifico estava numa posição de destaque, dado ao fato de ter contribuído para o avanço econômico impulsionado pela revolução industrial, Karl Popper derrubou o status religioso que a ciência adquiriu. Para o filósofo austríaco, não há verdade absoluta em qualquer afirmação científica baseada em observação. Popper definiu que uma teoria só é científica se e somente se for falseável, dando um caráter de humildade à ciência, onde as teorias são sempre substituídas quando surge uma capaz de refutar seus erros, tendo assim, melhoria contínua. A exemplo disto temos os conceitos da mecânica newtoniana, que vieram a ser ponderados com a apresentação da teoria da relatividade. Popper instaurou limite à ciência, a abnegando de dogmas e enfatizando a humildade que se encontra na renovação das teorias cientificas válidas.

    Julival Rocha - Eng. Elétrica 2º Semestre/CEUNSP - Turma 57213

    ResponderExcluir
  34. Karl Popper no século 20 defendia a ciência no seu auge, com a utilização maciça das aplicações técnicas do conhecimento cientifica, colocando em uma posição de destaque. Popper defendia a tese que só se podem tirar conclusões sobre o que foi observado, nunca o que não foi. Uma teoria cientifica, no máximo, pode ser considerada válida até quando provada falsa por outras observações. A falseabilidade seria fato quando fosse possível provar ela falsa, ou seja, quando Newton com suas terias, Albert Einstein demonstrou que a mecânica newtoniana não era válida em velocidades próximas à da luz. A teoria da relatividade diz que falta um modelo simples e claro que as expliquem tornam a astrologia não falseável e, portanto, não cientifica. Com Popper, os limites da ciência se definem claramente, produz teorias falseáveis que serão validas enquanto não refutadas. Popper nos mostrou uma ciência que se faz grande, sábios na virtude da humanidade.

    Anderson Medeiro, Nr 04, Engenharia Elétrica 2º Semestre, Ceunsp – Salto
    Turma 57213

    ResponderExcluir
  35. Popper desenvolveu parâmetros utilizados até hoje para definir o que realmente é uma teoria cientifica, tendo como referencia a observação e teorização, pois podemos tirar conclusões somente do que foi observado e não sobre o que nunca foi ...

    “Uma teoria científica é um modelo matemático que descreve e codifica as observações que fazemos.”

    Clayton L.A. Corrêa, N°03, Eng.Mecatrônica 2º Semestre Turma B RGM: 081335

    ResponderExcluir
  36. Através da leitura identificamos que Popper, defendia a ciência com teoria e observação. Nunca pode ser concluído o que não foi observado, só obtém conclusão com a observação.
    Porém Popper também não considerava a observação absoluta e definitiva, podendo ser desconsiderada através de uma nova observação para descartar a antiga.
    Conclusão, não existe uma ciência absoluta ela pode ser altera sempre que uma nova observação for base para substituir a anterior.

    Erivelton Eurico Cunha,Nº15,Engenharia Elétrica-2ºsemestre, Turma:57213-RGM:088361

    ResponderExcluir
  37. Interessante como Karl Popper defendia sua ideia que afirma que era impossível verificar se uma teoria era científica, pois não era possível comprovar todas e cada uma das suas possibilidades. Propõe com humildade então que os ciêntistas , deve fazer uma hipótese e testar suas hipóteses procurando não provas de que ela está certa, mas provas de que ela está falsa.
    Como diz Popper, mesmo que se tenham observado milhares de cisnes brancos, nada nos autoriza a afirmar que “todos os cisnes são brancos” e bastará uma única observação de um único cisne negro para refutar aquela proposição. Gostei muito desse ex.
    Genivaldo Xavier da silva –n°22 Eng- Elétrica 2°semestre/ceunsp turma 57213

    ResponderExcluir
  38. Popper:

    Ciência é aquilo que tem que ser concreto e exato, não basta haver algo extraordinário em nosso meio sendo que não pesquisamos e não procuramos no outro lado do mundo.
    Tudo que se imagina é ficção , tudo que se cria é ideia, pois para que a ciência seja exata tende haver provas e conclusões certas e objetivas.

    Jean Carlos C Barros N°39 Eng.Mecatrônica/Ceusnp Turma:58213

    ResponderExcluir
  39. Mesmo nascendo em 1902, onde a Ciências já era bem avançada, Karl Popper conseguiu ter uma grande importância com as suas teorias que até hoje são fundamentais para a ciência, defendeu que se a ciência se baseia na observação e teorização, só se podem tirar conclusões sobre o que foi observado, nunca sobre o que não foi, ele também adotou uma teoria constituída para filosofo a falseabilidade e segundo ele oque não é falseável ou refutável não pode ser considerado científico, ou seja, uma teoria só pode ser considerada científica quando é falseável, ou seja, quando é possível prová-la falsa.


    Jean Lucas dos Santos Nº29 Eng. Elétrica/2°Semestre Turma:57213 RGM:087263 - Ceunsp

    ResponderExcluir
  40. Popper deixa claro que a ciência se baseia na teoria e na observação.
    Mas uma teoria só é considerada cientifica, quando é possível provar que ela é falsa. Ele usa como exemplo Newton e Einstein para deixar claro isso.
    Dizendo que só é ciência quando ela pode ser falseável, Popper quer dizer que só é ciência quando é possível otimizar, melhorar e provar que não é totalmente verdadeira a teoria anterior, caso contrário não é considerado uma teoria cientifica.
    Ederson dos Santos, nº50 - Eng. Mecatrônica – Turma: 58213

    ResponderExcluir
  41. Popper nos mostrou que uma tese só é considerada cientifica quando se prova que ela é falsa.
    Ele demostra isso falando que sua teoria que sua teoria pode ser falsa quando alguém achar uma melhor explicação, ou seja, ela sempre pode ser melhorada com o tempo, ele prova isso usando como exemplo a teoria da relatividade.
    Com isso entendemos que toda teoria pode ser considerada falsa, logo se não for possível considerá-la falsa não é uma teoria cientifica.

    Deivid Fernando Espinace, nº16 – Engenharia Mecatrônica – Turma: 58213.

    ResponderExcluir
  42. Achei muito interessante a história de Popper,que nasceu ao mesmo tempo em que a ciência estava no auge do prestígio,conseguiu se destacar com a sua teoria,também usada atualmente.Trazendo consigo a certeza de que conclusões só podem ser tiradas daquilo que foi observado e estudado ,conseguindo mostrar que para ser considerado científico,deve ser falseável,ou seja,que tenha possibilidades de um dia alguém conseguir provar que sua teoria é falsa e apresentar provas mais convincentes e originais sobre a teoria.

    Jonathan henrique de souza N:33 Engenharia elétrica 2°Semestre turma 57213

    ResponderExcluir
  43. Nasce então Popper, em uma época onde a ciência atingia seu ápice, onde que por meios revolucionários o progresso em relação a mesma ia correndo a favor do tempo.
    E nesse grande período para a ciência, foi onde surge Popper com uma teoria científica que atualmente é a mais aceita, que se resumia em: Descrever uma ideia – com base em algo concreto- e a mesma deverá ser clara e poderão ser testada, ou seja, se baseava na observação e teorização.
    Prática. Essa era a ideia de Popper, sem a pratica, a experimentação, não havia conclusões sórdidas.
    Paulo Henrique Fim Número: 45 Engenharia Elétrica 2º Semestre, turma 57213.

    ResponderExcluir
  44. Século 20, um período em que a ciência evoluíra de uma forma impressionante, onde teorias eram criadas, opiniões eram discutidas e difundidas. Criava-se ali um ambiente cujo o principal objetivo era explicar os porquês do mundo. Mas como concluir que aquela ideia ou teoria cientifica fosse aceitável?
    Simples, depois que Karl Popper propôs que não se pode tirar conclusões de algo que não tínhamos observado anteriormente, mas que está também por sua vez não pode ser a verdade absoluta, até porque segundo a falseabilidade, a teoria proposta pode ser considerada aceitável até que se prove o contrário. Popper propôs uma teoria em que nos tempos atuais nos ajuda e muito na nossa organização e na definição do que é científico.
    Paulo Rafael dos Santos N°46 Engenharia Elétrica 2° Semestre Turma: 57213

    ResponderExcluir
  45. Karl Popper nos proporcionou a excelente ideia sobre a ciência, como para que uma teoria científica possa ser considerada cientifica deve ser contestável, assim com foi com Sir Isaac Newton e Albert Einstein, se tal tese não puder ser contestada não se encaixa na ciência, pode ser religiosa ou filosófica, mas não cientifica, e na sua humildade, coloca até a sua própria teoria sobre o assunto para ser contestado se possível, o que até hoje é incontestável devido a transparência de tal pensamento, é possível afirmar que se não houvesse tal teoria sobre a ciência, não haveria tamanho avanço cientifico nos dias de hoje, porque o que motiva as novas descobertas é o “por que, como,..etc..”.

    Junior Oliveira da Luz N:36 Eng. Elétrica Turma: 57213

    ResponderExcluir
  46. Gramde Kal Popper, pençador, por isso filósofo. Então ele nos garante que teoria científica, para ser científica tem que ser refutável. Logo esta também, desde que não apareça outra que a refute ficará sendo válida. Assim é que nós humanos vamos elvoluindo neste pequeno mundo e avançamos neste cosmos científico, será que haverá um limite? Só Deus é ilimitável e atemporal. Nós, ate onde Ele nos permite.
    Haroldo José Bordinhão Nº25 Eng. Elétrica Turma:57213.

    ResponderExcluir
  47. Karl Popper é um crítico do método indutivo. Método no qual se parte de dados de observação, analise desses dados e verificação experimental, se confirmado torna-se leis aplicáveis a todos os fenômenos do mesmo tipo.
    Popper propõe a valorização do diálogo e da discussão, sequencias de tentativas para solucionar problemas e a falseabilidade em vez da verificação.
    A falseabilidade nada mais é do que a prova de que uma teoria é falsa, sendo assim científica, caso contrário não.
    Por fim, Popper afirma que a ciência não pode tratar assuntos religiosos, por serem doutrinas consideradas como verdades eternas, buscando verdades absolutas.

    Felipe Fernando Pelinson / nº26. Engenharia Mecatrônica. Turma 58213.

    ResponderExcluir
  48. Popper propôs um modelo que , proporciona uma visão mais abrangente da análise da ciência, se levarmos em consideração a comparação de várias teorias propostas pelo ser humano .
    A ciência , com certeza, é de suma importância para todos nós , pois através dela temos conforto, meios de vivência melhores que, através de estudos e projeções, foram ao longo dos anos sendo aprimoradas .
    Através do método apresentado , podemos dizer que , há contribuição em teorias sendo questionadas, refutadas , pois podemos perceber atribuições , ou até , um possível melhoramento na teoria ou lei científica questionada .

    Rodrigo de Souza Orfei Nº52 Eng. Elétrica Turma:57213

    "Muitas vezes as coisas que me pareceram verdadeiras quando comecei a concebê-las tornaram-se falsas quando quis colocá-las sobre o papel." (René Descartes)

    ResponderExcluir
  49. Com o conhecimento cientifico em destaque, muitos se interessam em explicar tudo, Popper teve seu papel muito importante e definiu com clareza a teoria cientifica.
    Segundo ele nenhuma afirmação cientifica baseada em observações jamais poderá ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva. Podemos afirmar através de Popper que a ciência produz teorias falseáveis, ou seja, que serão valida enquanto não se prove o contrario.

    Alex Sandro Ferraz RGM 038761
    Dependência - CEUNSP- Engenharia

    ResponderExcluir
  50. Em uma época que as teorias cientificas eram consideradas absolutas sem falhas e cheia.
    Onde a teoria cientifica seguia a filosofia do verificacionismo que uma hipótese cientifica teria que ser verificável.
    Karl Popper observando inviabilidade de verificar todas as possibilidades propôs, ao invés de verificar cada uma das possibilidades de uma teoria cientifica que os cientistas seguissem o caminho inverso e que procurassem provar sua falsidade.
    Com essa linha de pensamento Popper mudou o conceito da ciência, pois até aquele momento muitas teorias eram consideras cientificas equivocadamente.
    Popper com a sua teoria conseguiu separar o que é ciência e o que não é, porque de acordo com ele a ciência é um conhecimento provisório e podem ser substituídas por novas quando falseadas.

    Rafael Cássio Rosa n27 Engenharia Mecatrônica turma:58213 RGM 087555

    ResponderExcluir
  51. Karl Popper nasceu no período em que a ciência atingiu seu auge. Popper defendia que só se podem tirar conclusões daquilo que foi observado e não do que não foi, mas somente pela observação não poderia ser considerada uma verdade, à teoria só era valida quando se tinha a prova de quando é falsa, e tal acontecia em decorrer de outras observações. Ele também defendia que a teoria só pode considerar cientifica quando falseável. Sendo assim, o que não é possível prová-la falso não se pode ser considerado cientifico. Popper nos mostra uma ciência que se faz grande na virtude da HUMILDADE.
    Bruno César Gianotto Nº 5 Engenharia Elétrica 2° Semestre Turma: 57213

    ResponderExcluir
  52. Com a Revolução Industrial a ciência teve um destaque maior pelo surgimento de novas tecnologias em um curto espaço de tempo. Com a supervalorização da ciência nesse período, muitas pessoas se interessam pelo assunto e dentre elas Karl apresentou a ciência de uma maneira mais simples e clara.
    De acordo com Karl Popper uma afirmação não pode ser tomada com teoria científica apenas pela observação, pois só se pode afirmar o que foi observado. Para ser teoria científica, a afirmação deve se firmar em teorias e teses e não deixa de ser considerada científica mesmo se for provocada por outras teses.
    Sendo assim, teorias não se passam de teorias que servem apenas para que outras teorias sejam criadas.

    Luís Eduardo F. Santana n°40, Eng. Elétrica – turma: 57213

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bom meu comentário e que popper era uma bom filosofo que com sua criticas tirou conclusões, que teorias científicas só se pode ser afirmada quando se bem observada como no exemplo do cisne,ou seja, uma teoria só pode ser considerada científica quando é falseável, ou seja, quando é possível prová-la falsa.
      e quando não é falseável não pode ser científico,por exemplo,a teoria da gravidade e sua equação magistral E=mc² que com muito estudo e observação sim considerado uma teoria científica.

      Rafael Takashi Yoneda Nº30,engenharia mecatrônica RGM:087206

      Excluir
  53. Karl Raimund Popper (Viena, 28 de Julho de 1902 — Londres, 17 de Setembro de 1994) foi um filósofo da ciência austríaco naturalizado britânico. É considerado por muitos como o filósofo mais influente do século XX a tematizar a ciência. O seu trabalho científico foi influenciado pelo seu estudo na teoria da relatividade de Albert Einstein.
    Popper argumentou que a teoria científica será sempre provisória. Não seria possível confirmar a veracidade de uma teoria pela simples constatação de que os resultados de uma previsão efetuada com base naquela teoria se verificaram. Como exemplo, ao observarmos vários cisnes e encontrarmos cisnes brancos, não podemos considerar que todos os cisnes sejam brancos, se encontrarmos apenas um cisne negro, a teoria será falsa.
    A ciência busca comprovação, dados, não aceita formulações vagas que não podem ser falseadas.
    Karl Popper aponta critérios para uma boa teoria científica: 1. Tem de ser clara e precisa, não podendo ser obscura ou deixar margem para várias interpretações. 2. Deve permitir a falsificabilidade; quanto mais melhor. 3. Deve ser ousada, para progredir em busca de um conhecimento mais aprofundado sobre a realidade.
    Para Popper a verdade é inalcançável, portanto, devemos nos aproximar dela por tentativas, testes, pesquisas. O estado atual da ciência é sempre provisório.

    Nome:Danilo de Faria Francisco Nº: 12 Turma: 57213 Engenharia Elétrica

    ResponderExcluir
  54. bom meu comentário e que popper era uma bom filosofo que com sua criticas tirou conclusões, que teorias científicas só se pode ser afirmada quando se bem observada como no exemplo do cisne,ou seja, uma teoria só pode ser considerada científica quando é falseável, ou seja, quando é possível prová-la falsa.
    e quando não é falseável não pode ser científico,por exemplo,a teoria da gravidade e sua equação magistral E=mc² que com muito estudo e observação sim considerado uma teoria científica.


    Rafael Takashi Yoneda Nº30,engenharia mecatrônica RGM:087206

    ResponderExcluir
  55. Toda e qualquer afirmação baseada em observações, só pode ser considerado cientificamente verdadeira, se for comprovada a sua falseabilidade, portando segundo POPPER, toda observação jamais pode ser considerada verdade absoluta, pode se ter como verdade a mesma até que se prove o contrario, porém toda observação é analisada, estudada, pesquisada até que consiga provar sua falseabilidade.
    Ele enfatiza que só existe possibilidade de defender oque nos foi limitado olhar, mas não que não ajam limitações para se alcançar, e obtiver a percepção de um foco e o alinhando em um novo conceito.
    É como alguém descrever algo totalmente composto, sem negatividade e até então possivelmente único, e outra pessoa, ter o vinculo de superiorizar esse estado o projetando muito mais além. É ter uma admiração pelo novo, pelo impossível sendo possível, é alcançar a visão que a ciência nos possibilita, a rivalidade entre o correto generalizado pelo duvidoso. Com isso, temos o conflito de capacidade, quem pode mais, quem sintetiza e quem alcança? As descobertas, a viabilidade e as consequências? Você é movido pelas respostas, mas a ciência de fato pelas duvidas!


    Mateus Bette nº42
    Eng Elétrica turma 57213
    2° semestre Ceunsp.

    ResponderExcluir
  56. Após analise da teoria de Popper pode-se concluir que tese cientifica pode ser verdadeira ate que sé prove o contrario.
    No momento que uma tese for dada como falsa ela deixa de ser uma tese cientifica.
    Portanto teses não são totalmente verdadeiras e podem ser melhoradas d uma nova forma substituindo a original.

    Nome: Iago Claudino.
    Engenharia Mecatrônica.
    2º Semestre. Nº 37.

    ResponderExcluir
  57. Karl Popper que nasceu em uma época que a ciência vinha atingindo o auge defendia a tese que para ser ciência ela teria que ser refutada, para ele não bastava afirmar que uma pesquisa cientifica estava correta baseada em observações, para o filosofo não a verdade em qualquer afirmação cientifica só se for falseável.
    Assim ele diz que as teorias de Newton também são falseáveis, quando Albert Einstein com sua Teoria da Relatividade demonstrou que a mecânica newtoniana não era válida em velocidades próximas à da luz. Assim Popper instaurou limite a ciência, enfatizando a humildade que se encontra na renovação da ciência.
    Evandro da Silva Portela N°16 Eng. Elétrica- turma: 57213

    ResponderExcluir
  58. Pelo que pude interpretar referente ao texto de Karl Popper, foi que depois que a ciência começou a ser descriminalizada, a evolução começou a vir numa crescente, que nos 2 últimos séculos obteve mais evolução do que os últimos 4 mil anos.
    Mais um dos itens que Karl Popper apresentou foi que a ciência não pode ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva, no máximo ela deve ser valida até que seja provada errada através de outras teorias, testes ou observações, e também que só poderá ser considerado uma tese valida através de testes, teorias ou observações.
    Por fim a ciência não tem como tratar de assuntos do domínio referente das diversas religiões, que tem suas doutrinas como verdades eternas ou da filosofia, que buscam verdades absolutas
    Nome: Jefferson Bonifácio Gonçalves, N°: 40, Eng. Mecatrônica, Turma: 58213

    ResponderExcluir
  59. Segundo Karl Popper, a ciências se baseia na observação e teorização das coisas , nada pode ser concluído se não for observado e testado .Popper comprovou que a ciências pode provar a verdade através de tudo que foi observado e obtido um a conclusão , pois o que não é observado não se tem uma conclusão como ex. dos cisne citado .
    Em plena era do início da industrialização ,Popper foi dos destaques desta época com suas teorias cientificas com uma maneira simples e clara de pensar onde afirmava que nenhuma teoria pode ser considerada uma verdade absoluta e definitiva , ela só será válida quando se pode provar o contrário. Uma teoria é comprovada válida quando ela puder se considerada falseável , isto é , uma teoria que não se pode discordar das verocidades dos fatos , a partir de algo neste momento não é considerada ciências, mas a partir do momento que ela pode ser falseada se torna uma teoria científica válida até que se prove o contrário com o surgimento de outras teorias e fundamentos contrariando as existentes.
    Concluindo, entendi que Karl Popper. afirma queque uma teoria científica se se torna uma teoria quando quando é possível rebate-la por outra teoria.

    Nome: Edgard Aparecido Valeriano Junior; Nº 13; Eng. Elétrica, Turma 57213

    ResponderExcluir
  60. Karl Popper nasceu no início do século XX, quando a ciência atinge seu auge, onde o conhecimento científico se encontra em uma posição de destaque. Surge então, a idéia de que a ciência é a explicação para tudo.

    Em um ambiente conturbado, surge Karl Popper, e se torna o mais influente e respeitado filósofo da ciência. Para ele, a simplicidade e a clareza identificam a boa ciência.

    Popper defende a idéia de que só pode tirar conclusões daquilo que se observa. Dessa maneira, só pode validar uma teoria científica, com base em testes e teorias.
    Para Popper uma teoria só poderia ser considerada científica, quando é possível provar que ela é falsa.

    Com o passar do tempo, várias teorias consideradas verdadeiras em suas épocas, foram sendo estudadas ao passar do tempo, e com base em novos testes e experimentos foram consideradas falsas.

    Lucas Valim de Carvalho N° 39 Engenharia Elétrica 57213 Noturno

    ResponderExcluir
  61. Karl Popper defendeu que a ciência se baseia na observação e teorização. Sendo que, qualquer afirmação baseada em observação não pode ser considerada verdade absoluta. A possibilidade de uma teoria ser refutada ou falseada torna em conceito cientifico. Assim, a ciência tem os seus limites, pois, não tem como a própria ciência tratar de alguns assuntos como: a religião, pois este assunto é uma verdade eterna e tendo suas doutrinas. Portanto, uma teoria cientifica é estudado por observação e teoria podendo ser falsa para que a mesma possa ser válida até quando provada por outras observações e estudos científicos.

    Alex Jonas Maciel, 57213, Engenharia elétrica.

    ResponderExcluir
  62. Com Karl Pooper a humanidade conseguiu utilizar conhecimentos científicos avançou muito em relação a todo o tempo anterior
    Desse modo o conhecimento foi elevado e ficou muito a tona, todos acreditavam que a ciência poderia explica tudo, e que deveria ser mais importante do que qualquer outra crença. Karl Pooper se tornou o mais respeitado e influenciador cientista nos dias de hoje, pois ele seguia a ideia de que a matemática ele define algo que tanto estuda e ela pode ser provada. Uma boa ciência sempre se explica por si só. O cientista é um simples “boneco” que é vangloriado pela sua teoria.
    Toda afirmação cientifica tem que ser provada de vários modos, pois só pela observação não se pode concluir algo, basta que aconteça algo diferente e sua teoria acabou-se ali, na ciência provas são absolutamente tudo, entretanto a menos que alguém faça outra descoberta e acabe eliminando a sua ,sua palavra é absoluta.
    Uma teoria só é científica quando pode ser “duvidada”, de algum mudo pode ser questionado e alterada, assim não se torna irrefutável. Porém tem se como exemplo a astrologia de horóscopo que não é “maleável”, pois não existe falseabilidade.
    Por isso a ciência não se mistura muito com religião, porque a religião já é irrefutável para cada povo e cultura. A ciência é uma disputa de novas ideias e lógicas, enquanto ninguém encontra uma ideia mais “lógica” e completa que a sua , você acaba levando sua filosofia por vários anos até que se prove o contrario.

    Leonardo Gabriel de Camargo n° 56, 57213, Engenharia Elétrica

    ResponderExcluir
  63. Neste artigo Popper deixa claro que uma teoria cientifica sobre um tema pode ser renovada a qualquer momento, pois a ciência não afirma uma conclusão definitiva e sim apenas induz teorias em base de observações e estudos a um longo período, ou pelo método da falseabilidade e relatividade. No entanto utilizaremos esses trabalhos supostamente descobertos até que alguém consiga provar o contrario ou então melhorar a pesquisa de sobre a Ciência.
    Nome: Felipe Piai.
    Engenharia Mecatrônica.
    Turma:58213
    2º Semestre. Nº 24

    ResponderExcluir
  64. Karl Pooper fala que a teoria só é cientifica,quando ela é falseável, ou seja, a qualquer momento pode surgir novos filósofos e criarem uma teoria mais convincente do que a sua.
    Mesmo assim, ela já conquistou seu espaço na história.
    Uma teoria pode provar muitas coisas, ou simplesmente criar novas hipóteses a serem testadas e aperfeiçoadas.
    Aramis Rossi - nº9 – Engenharia Mecatrônica – 2º Semestre - Turma: 58213.





    teoria é cientifica quendo ela e falseavel, ou seja provar que esta teoria seja falsa

    ResponderExcluir
  65. Popper esboçou a teoria onde o principal fundamento era a idéia do racionalismo crítico que em sua essência, era uma crítica ao método indutivo da ciência. Popper mostra que quanto maior o numero de possibilidades de teste e averiguação da teoria científica maior será o grau de falseabilidade. Sendo assim quanto maior o grau de falseabilidade da teoria científica, maior será o seu poder de aplicação no mundo físico, pois sendo assim, maior serão as possibilidades de verificação de ocorrências de eventos referidos na teoria científica testada.
    Filipe Sebastião - n° 19 - RGM 087211 - Engenharia Eletrica 2° semestre - Turma 57213

    ResponderExcluir
  66. Karl Popper enxergou uma sequencia, que seguida pode se criar uma teoria cientifica. Para se formar uma teoria, segundo Popper, é necessária à observação das possíveis hipóteses em que se tornaram a base para a teoria. Após a observação é necessário “criticar” sua teoria, para poder buscar possíveis erros, onde que uma teoria não pode ser somente baseada na observação.
    Com esta sequencia que os principais cientistas da historia conseguiram provar suas teorias, onde primeiro se observa, depois forma-se uma base, depois estuda as variáveis, por fim forma-se a tese. Um exemplo clássico de teoria feito com este método é a Teoria Gravitacional de Isaac Newton.
    Nome: Fabio Henrique Monzi N°23 Engenharia Mecatrônica 58213

    ResponderExcluir
  67. Karl Popper (28/07/1902 à 17/09/1994), foi um filósofo da ciência austríaco, considerado por muitos como o filósofo mais influente do século XX. Foi também um filósofo social e político.
    Para Karl Popper, a ciência é caracterizada pelo falseamento, ou seja, uma teoria só é científica se for possível provar que ela está errada. E também a verdade é inalcançável, todavia devemos nos aproximar dela por tentativas, o estado atual da ciência é sempre provisório.
    A ciência não aceita formulações vagas, que não podem ser falseadas.
    Ex.: É científico dizer que vai chover amanhã às 13 horas em São Paulo, pois essa afirmação é passível de falseamento. É certo dizer que amanhã vai chover em algum lugar do planeta, em algum horário.
    Para Karl Popper os critérios para uma boa teoria científica são:
    1º Tem de ser clara e precisa.
    2º Deve permitir a falsificabilidade.
    3º Deve ser ousada, para progredir em busca de um conhecimento mais aprofundado sobre a realidade.

    Engenharia Elétrica 2ºsemestre, Ceunsp, Salto-SP.
    Nome: Daniel de Faria Francisco.
    nº: 11
    Turma: 57213

    ResponderExcluir
  68. Além da definição formal de teoria científica mais aceita hoje em dia, Karl Popper com sua teoria da falseabilidade, propõe aquilo que podemos considerar como um “elixir da juventude da ciência”; ao nos propor que só pode ser considerada científica a teoria que pode ser refutada, Popper mostra o caráter auto-renovador da ciência, ou seja, a não existência de verdades absolutas, a possibilidade de se contestar uma teoria, é responsável por mantê-la em construção. Por exemplo, havia a crença de alguns físicos no final do século XIX de que tarefa da Física tinha acabado, de que não havia mais nada para descobrir, restando apenas alguns pequenos problemas; mas na tentativa de resolução desses “pequenos problemas” surgiram duas teorias consideradas como o divisor de águas entre a Física Clássica e a Moderna, a Teoria da Relatividade e a Mecânica Quântica, dando provas de que aquilo que já se havia comprovado poderia ser mudado se analisados sob outro ponto de vista.
    Murilo Gomes de Oliveira nº43 turma:57213 CEUNSP

    ResponderExcluir
  69. Com a sua definição do que é ciência Popper deu uma pequena ignição para que a ciência continuasse em um processo de renovação, buscando sempre a contínua pesquisa em uma tentativa de solucionar os "mistérios" que ainda existem, deixando uma contradição para os cientistas, pois para que sejam criadas uma nova teoria, ela teria que haver uma maneira de prová-la falsa. Assim um cientista estuda, faz pesquisas, testes, mas sempre com a consciência de que o que ele descobrir só será aceito, se for passível de ser falso, isso torna a ciência interessante pelo aspecto de não ser uma verdade absoluta e uma grande "disputa" de conhecimentos, onde uma nova teoria sobrepõe a outra desde que a fundamente falsa.
    Everton Aparecido do Prado n°17 Turma:57213 CEUNSP

    ResponderExcluir
  70. Popper quis dizer em sua teoria que toda teoria só poderia ser científica se pudesse ser refutada provocando um grande abalo nas pesquisas de observação, pois a mesma não poderia ser absoluta já que elas não poderiam ser comprovadas com bases em resultados e teses só poderia ser tiradas conclusões sobre o que foi observado e não o que não foi. Uma teoria cientifica só pode ser considerada valida conforme Popper quando provada falsa por outras observações. Assim ele deixa claro que a ciência se baseia nas observações.

    Ele demonstra que até a sua teoria pode ser falsa quando se encontrar uma melhor explicação ela sempre estará em constante evolução, levando a humildade todos os cientistas da época com suas teorias consideradas absolutas, e ajudando a ciência sempre achar uma forma de evoluir e se renovar, pois nada é exato tudo pode ser provado o contrario.



    Bruno Ferreira – RGM.38251

    Engenharia de Produção Mecânica - DP

    Turma :57213 - CEUNSP



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adorei a parte que ele fala:Uma teoria científica é um modelo matemático que descreve e codifica as observações que fazemos. Assim, uma boa teoria deverá descrever uma vasta série de fenômenos com base em alguns postulados simples como também deverá ser capaz de fazer previsões claras as quais poderão ser testadas."

      Luiza mendes 6 ano azul

      Excluir
  71. Popper nos mostra com sua simplicidade, a tese de que a ciência somente pode ser considerada verdadeira quando houver a observação, algo sem ser observado não há como ser considerado verdade.
    Porem segundo Popper somente a observação não é suficiente para prová-la definitiva, assim uma teoria só será aceita como verdadeira se for falseavel.

    Falseabilidade é a prova de que a teoria original é falsa, sendo assim substituída por outra teoria feita com estudos mais especificos e exatos.

    Conclusão: A teoria somente será considerada absolutamente verdade quando a mesma for Falseada.

    Marcelo Perin nº41 - Curso: Eng Elétrica 2º Semestre- Turma:57213/ Ceunsp

    ResponderExcluir
  72. Como é bom ler Karl Popper.
    Ele alegava que a ciência se baseia na observação e teorização, só tirar conclusões sobre o que foi observado, nunca sobre o que não foi observado.
    Também, defendia a tese de uma teoria cientifica só pode ser considerada válida, se for refutável, falseável.
    E o mais interessante é que Popper nos mostrou que uma ciência que se faz grande na virtude da HUMILDADE.

    Diego Aparecido de Lima nº 17
    Engenharia Mecatrônica 2º Semestre
    Turma 58213 Ceunsp

    ResponderExcluir
  73. Ele defende toda sua teoria e q na verdade ele quer provar uma verdade cientifica que,no Maximo,pode ser considerada valida ate quando provada.
    Ele mostrou que uma teoria científica não pode basear-se apenas em observações, mas também deve surgir sobre bases teóricas. E que nenhuma teoria pode ser considerada uma verdade absoluta e definitiva.
    Com esta teoria muitas mistificações nas quais eram consideradas teorias ciêntificas foram separadas pois as mesmas não poderiam ser provadas com bases em testes e resultados.
    Já na Teoria da Relatividade, ele explica que algumas teorias não podem ser totalmente descartadas, pois, podem ser julgadas corretas dependendo do campo em que será utilizada.
    Por fim, assuntos como religião, doutrinas e filosofias que são julgadas verdades eternas não podem ser tratadas pela ciência, como constatado no texto lido.
    Odercio AP.p.junior n°44 rgm:086914
    Eng Elétrica turma 57213
    2° semestre Ceunsp.

    ResponderExcluir
  74. Após analise da teoria de Karl Pepper pude perceber que:
    A ciência se baseia em observações e teorização das coisas, com o grande avanço cientifico ganha mais e mais status dentre as doutrinas religiosas.
    O processo científico torna-se mais abrangente de inúmeras inovações tornando assim Karl Pepper o mais respeitado filosofo científico.
    Segundo Pepper uma teoria tem que descrever e decodificar observações e sempre terão de ser testadas e contestadas.
    Mesmo com todos os fundamentos matemáticos tudo tem que ser cogitado todo e qualquer fenômeno deve ser ligado a uma consequência, causa ou razão.
    A ciência é e sempre será a busca pela verdade absoluta.

    João Paulo de Souza N°32
    Engenharia Elétrica 2°semestre, Ceunsp, Salto-SP.
    Turma: 57213

    ResponderExcluir
  75. Karl Popper enfatiza em sua tese que o que realmente importa é que as teorias científicas sejam formuladas do modo mais aberto e menos ambíguo possível, a fim de estarem sujeitas ao critério da refutabilidade.Em matéria de epistemologia, Popper possui certas posições semelhantes de Gaston Bachelard onde seguem uma aproximação comparativa, sugerindo pontos de concordância, onde ambas as “filosofias das ciências” estão fundadas no princípio epistemológico de base, segundo o qual o conhecimento científico jamais atinge uma verdade objetiva, absoluta. A ciência só nos fornece um conhecimento provisório (Popper) e aproximado (Bachelard). Foi possível observar que a teoria de Popper faz sentindo atualmente quando ele cita o exemplo dos cisnes onde não é possível afirmar que todos os cisnes são brancos apesar de ter sido observado em vários locais, pois basta o surgimento de um cisnes negro para que esta afirmação seja derrubada .

    Guilherme Aparecido dos Santos – nº24 Engenharia Elétrica Segundo Semestre

    ResponderExcluir
  76. Bom, Popper descobriu algo, que ao meu ver, seria meio obvio. Que você nunca pode defender uma tese naquilo que foi observado. No caso, o exemplo dos cisnes.
    E ele também afirma que para uma tese ser científica, tem que ter uma maneira de comprovar que ela é falsa. Não tem como criar uma tese apartir daquilo que se vê.
    Por isso que é difícil discutir certas teses com a religião e a filosofia, já que certas doutrinas são verdade absoluta.

    Guilherme Farias Gotelip Nº 33
    Engenharia Mecatrônica 2º Semestre, CEUNSP, Salto-SP.
    Turma: 58213

    ResponderExcluir
  77. Karl Popper nasceu em 1902, praticamente junto com o século 20. Nessa época, a ciência parecia ter atingido o auge do prestígio. A revolução industrial iniciada na Inglaterra do século 18 se fundamentou na divisão e organização do trabalho e nas novas tecnologias que aproveitaram as possibilidades abertas pela ciência de Isaac Newton.
    É neste ambiente de supervalorização do progresso científico que surge Karl Popper, que se tornaria o mais influente e respeitado filósofo da ciência entre os homens que a fazem nos dias de hoje.
    Popper defendeu que, se a ciência se baseia na observação e teorização, só se podem tirar conclusões sobre o que foi observado, nunca sobre o que não foi.
    Assim, se um cientista observa milhares de cisnes, em muitos lugares diferentes e verifica que todos os cisnes observados são brancos, isto não lhe permite afirmar cientificamente que todos os cisnes são brancos, pois, não importa quantos cisnes brancos tenham sido observados, basta o surgimento de um único cisne negro para derrubar a afirmação de que eles não existiriam.
    Assim, qualquer afirmação científica baseada em observação jamais poderá ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva.
    Uma teoria científica, no máximo, pode ser considerada válida até quando provada falsa por outras observações, testes e teorias, mais abrangentes ou exatos que a original.

    Everton C. Sales nº 22
    Engenharia Mecatrônica 2º Semestre
    Turma 58213 Ceunsp

    ResponderExcluir
  78. Apesar de Karl Popper ter nascido com a ciência em alta, ele nos mostra que a ciência não é uma verdade absoluta, ou seja, que ao longo do tempo uma tese possa ser revertida.

    Ele diz que a ciência só é valida quando ela pode ser falseável. Podemos aprender e usar métodos científicos falseáveis, pois de certa forma não está incorreto, mas em casos possa ser que tal teoria não se aplique ao caso especifico.

    Ele também mostra que a ciência é feita através de observação e teorização, portanto só pode-se defender uma teoria se você a observou, o que você nunca viu não é possível fazer a teorização.

    Popper também ajudou a mostrar os limites da ciência, pois alguns assuntos não podem ser resolvidos e misturados com ciência, que é o caso da religião e podem ser refutadas ao serem redigidas por teorias e definições melhores.

    Bruno Ferreira Barbieri N°06
    Engenharia Elétrica 2°Semestre Turma 57213 CEUNSP Salto-SP

    ResponderExcluir
  79. Karl Popper defendia a teoria que só se pode tirar conclusões a partir da observação de determinada situação, coisas ou fatos que não podem ou não foram observados, ou seja afirmações hipotéticas não eram consideradas por ele como uma comprovação cientifica. Ele também defendia a ideia de que uma teoria que não pudesse ser refutável, não poderia ser classificada como algo de caráter científico.
    Concluindo assim que uma teoria só pode ser considerada verdadeira, até que uma nova seja descoberta substituindo o conceito antigo.

    Bruno Picinato n°11
    Engenharia Mecatrônica
    2° Semestre Turma: 58213
    Ceunsp - Salto

    ResponderExcluir
  80. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  81. Uma das questões que mais afligem ao ser humano, sem dúvida, diz respeito à definição da verdade e, pois, à validade da ciência. É impendente a discussão desse tema, sobretudo num momento em que a razão tem se mostrado insuficiente para solucionar os problemas existenciais humanos, há quase um século. Assim, trazemos, apenas preliminarmente, o questionamento do método científico, secundados por Karl Popper. A primeira ilustração que merece ser trazida é quanto ao significado da palavra lei.
    Segundo Popper, é fundamental distinguir os sentidos científico e social, pois enquanto na ciência ela apenas expressa uma ocorrência, na sociedade ela promove uma conduta a ser seguida. Em outras palavras, uma lei científica não determina que algo aconteça, mas apenas descreve o que acontece, ao passo que a lei social não descreve o que acontece, mas, sim, determina o que deve acontecer segundo circunstâncias específicas. Em suma, enquanto a primeira não pode ser contrariada, a segunda prevê exatamente essa possibilidade.
    A tarefa do cientista é delimitar as leis científicas e, para isso, deve adotar um método.Desde Francis Bacon, a Ciência tem seguido o princípio de que para descrever uma lei da natureza é preciso testar reiteradamente, colher e registrar os resultados, aguardar que isso se repita com vários outros pesquisadores para, então, ser considerada válida. Isto é, uma lei científica é válida quando a comunidade científica, fundada em experiências particulares, colhe resultados semelhantes ou pretensamente iguais repetidas vezes.
    Esse é o método da indução, conforme explica Popper. Costuma-se chamar de “indutiva” a uma inferência se ela passa de enunciados particulares, ou experimentos, aos enunciados universais, tais como as hipóteses ou “teorias”.
    Evidentemente, lembra Popper, jamais poderemos passar de enunciados singulares para universais com a certeza da verdade. Nesse sentido, aliás, ressaltamos, David Hume já alertara muito antes. E esse, pois, continua sendo o mesmo problema da indução, e é sobre o que Popper se debruçará.
    Para começar a solucionar o problema, os defensores da indução entendem ser necessário estabelecer um Princípio de Indução, o qual possa garantir o processo. Para Popper, isso é impossível ou mesmo supérfluo, posto que esse Princípio não garante nada, vez que se funda no mesmo método, inconsistente logicamente. É que um Princípio de Indução válido deveria ser universal e o homem parte sempre do singular, o que não lhe permite chegar, logicamente, ao universal.


    Bruno Henrique dos Santos nª 08
    Engenharia Eletrica 2º Semestre
    Turma: 57213 Ceunsp - salto

    ResponderExcluir
  82. Defender uma teoria se baseia em análise e observação dos fenômenos naturais ou experimentais, sem conclusões científicamente comprovadas, uma teoria se torna uma utopia.
    Popper, inteligentemente alinhou esses pensamentos de que a ciência é motvada por questões e a sede de chegar as suas conclusões e respostas.
    Mostrar clareza, exatidão e ousadia são características de pesquisadores, porém sem um padrão de escrita e organização dos métodos, como conservariamos estes conhecimentos ao longo de séculos de descobertas?

    Rafael Leme Marques, 50, turma 57213, salto-sp, 2012.

    ResponderExcluir
  83. Popper, Nasceu no auge da epoca que a ciência acha q provava tudo, e assim podendo dizer que era acima de todas outras formas de provar alguma coisa... Popper foi o filosofo quem mais aceitou isso, assim tornando pioneiro desse pensamento no meio dos filosofos, portanto podendo influemciar outros.
    E afirma que a ciência e falseável, pois um experimento so e comprovado valido, até que outra pessoa não prove que aquela descoberta e falsa.
    Mas por outro lado ele não deicha para traz as outras formas de creer que o determinado assunto e verdade ele argumenta pra nos não buscar provas absurdas.


    Jordy de Araujo Paião n°42 - engenharia mecatronica 58113

    ResponderExcluir
  84. Karl Popper foi essencial no crescimento da ciência através de suas teorias e suas ideais diferenciados que proporcionaram vários caminhos para descobertas na ciência visando que uma teoria pode ser quebrada como no exemplo do cisne. Isso abriu infinitos caminhos para ciência colocar em pratica suas pesquisas e adquirir amplos conhecimentos de gerações através de físicos, cientistas, filósofos que colaboram para o progresso do conhecimento ate o dias atuais

    Filipe Teixeira da Silva N°20 RGM:086983
    Engenharia Elétrica 2°semestre, Ceunsp, Salto-SP.
    Turma: 57213

    ResponderExcluir
  85. Embora a filosofia de Popper não se esgote na Epistemologia , foi contudo, neste domínio, que se tornou conhecido, nomeadamente devido à noção de falsificabilidade como critério essencial para a caracterização das teorias científicas. As suas ideias opõe-se neste aspecto às do Circulo de Viena e ao Neopositivismo que se esforçavam por estabelecer um princípio capaz de fundamentar verificação ou validação positiva uma teoria científica, demonstrado que a mesma era experimentalmente verdadeira. Popper afirma que era impossível verificar uma teoria era científica, pois não era possível comprovar todas e cada uma das suas possibilidades. Face a esta impossibilidade prática, propõe então que os cientistas sigam o caminho inverso isto é, procurem provar a sua falsidade. Neste caso basta apenas descobrir um único facto que a contradiga para a desmentir, ou a refutar.

    Bruna Cristina da Silva nº 10
    Engenharia Mecatrônica
    2º semestre turma 58113
    Ceunsp-Salto

    ResponderExcluir
  86. Karl Popper, foi muito feliz em sua tese e reflexão sobre a ciência. Ele questionou a sua essência, que é a de provar através de experimentos, teorias, e fórmulas, todas as coias ao nosso redor.
    Popper partiu do princípio da falseabilidade da ciencia, ou seja, nada que de fato é científico é inquestionavel e 100% certo, sujeito sempre a uma nova descoberta, que pode derrubar a teoria, ou o fato sabido. Isso também serve as teorias, oriundas da observação, que só podem ser consideradas sobre aquilo que é visto e nunca daquilo que não é, gerando assim sempre uma probabilidade real de erro.
    Isso não ocorre na religião, que tem como inquestinável a fé.
    Popper teve uma visão muito ampla sobre o nosso mundo, na época em que vivia de grandes avanços tecnologicos, ele tornou a nossa lembrança o quanto ainda precisamos aprender, pois o que sabemos de fato é questionável e vago perante a tudo que ainda pode ser descoberto.
    Fernando de Jesus Oliveira – Engenharia Mecatronica – Ceunsp Salto
    RGM: 089426 - Nº:28 – Turma: 58213

    ResponderExcluir
  87. Karl Popper, um dos maiores filósofos da ciência, pois defendia a sua tese, que é a mais respeitada e aceita da teoria cientifica.
    Defendia a tese da falseabilidade, pois, só existe conclusões dos fatos que foram observados sucessivamente e repetidamente, não podemos afirmar que é uma comprovação cientifica e assim, não poderá ser considerada uma verdade definitiva, uma teoria só pode ser cientifica quando é possível provar sua falsidade através de outra teoria, portanto uma teoria só e considerada cientifica quando se descobre um novo conceito e substitui a ideia anterior.
    Para Karl Popper a ciência é limitada, pois, alguns assuntos não pode ser associados a ciência, como a religião, que mantem suas doutrinas como verdades absolutas e a filosofia, que busca verdades indiscutíveis.
    Anderson Apº dos Santos Silva, nº03 Engenharia Elétrica 57213

    ResponderExcluir
  88. Bom karl popper contribui muito para o desenvolvimento da ciencia popper achava que teorias cientificas eram passiveis de erros e criticas nao havendo assim uma teoria que fosse eterna e imutavel.


    José Alex Antunes de oliveira n34
    Engenharia eletrica
    2 semestreturma 57213
    Ceunsp-Salto

    ResponderExcluir
  89. Karl Popper insinua que a ciência baseia na observação e teorização,igualando a um modelo matemático,na teoria dos cisnes, que ele demonstra que surgimento de uma simples contradição não pode alterar toda uma afirmação,que uma observação não é considerada uma verdade, onde só se pode entra em contradição quando pode-se provar que é a teoria é realmente falsa (Teoria da Falseabilidade). Uma teoria só é verdade quando for Falseada( testada, observada, com respostas exatas.)e não somente com observações.Ele também cita sobre astrologia de horóscopo que não é falseável por falta de argumentos, e de modelos que possam explica-las, também como a religião, que tem suas filosofias e acreditam em suas verdades absoluta.

    Leonardo Lopes Rocha N°38 RGM:085637
    Engenharia Elétrica 2°semestre, Ceunsp, Salto-SP.
    Turma: 57213

    ResponderExcluir
  90. Uma teoria científica só será considerada válida quando esta puder ser falseável, ou seja, uma teoria em que não se possa discordar das veracidades dos fatos a partir de algo não é considerada ciência, mas a partir do momento em que ela pode ser falseada, ela se torna uma teoria científica válida, até que se prove o contrário com o surgimento de outra teoria.
    Segundo Karl Popper, a ciência deve ser baseada na observação, afinal só se podem tirar conclusões de algo que foi observado, porém uma teoria científica só baseada na observação nunca poderá ser considerada uma verdade absoluta, pois como diz Popper, mesmo que se tenham observado milhares de cisnes brancos, nada nos autoriza a afirmar que “todos os cisnes são brancos” e bastará uma única observação de um único cisne negro para refutar aquela proposição.

    Julian Lombardi Soares Nº57 RGM:089982
    Engenharia Elétrica 2º Semestre, Ceunsp, Salto-SP.

    ResponderExcluir
  91. Karl Popper contribuiu muito com sua tese ao demonstrar algumas verdades sobre a ciência, comprovando que toda teoria não pode ser só observada como no caso dos cisnes, tornando uma teoria falseável e cientifica também contribuindo com a ciência, que a cada teoria descoberta uma nova formula para se resolver as coisas. No caso a teoria seria comprovada ao ser falseada, testada, experimentada com respostas corretas sobre a tese e não só com a observação, ao se falar sobre a religião, que tem suas verdades absolutas, a fé é inquestionável.
    Gabriel da Camargo Sartori – Engenharia Mecatrônica – Ceunsp Salto
    RGM: 087570 - N°:30 – Turma: 58213

    ResponderExcluir
  92. Popper defendeu que, se a ciência se baseia na observação e teorização, só se podem tirar conclusões sobre o que foi observado, nunca sobre o que não foi.
    Então, só pode ser considerada científica quando é falseável, ou seja, quando é possível prová-la falsa. Esse conceito ficou conhecido como falseabilidade ou refutabilidade.
    Assim, qualquer afirmação científica baseada em observação jamais poderá ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva dizia Popper.
    André Vicentin - Engenharia Mecatrônica - Ceunsp Salto
    RGM: 040122 - Nº 08 - Turma 58213

    ResponderExcluir
  93. Karl Popper nos mostrou que ciência só é Ciência se puder ser falseada, refutada, através de aplicações e previsões, para só assim então dizer que uma teoria é válida em campo científico.
    A teoria de Popper foi um enorme passo para a confiabilidade de informações a cerca de conhecimentos específicos e um alimento para fome do ser humano em descobrir a sua real existência, de onde vieram e origem do Universo.
    Sendo assim, denota-se a importância da consulta de fontes idôneas em pesquisas científicas.

    Nome: Caio César de Oliveira, nº09
    RGM: 089451
    Turma: 57213
    Faculdade: FEA - Engenharia Elétrica - 2º Semestre - CEUNSP - Salto
    Disciplina: Pesquisa de Metodologia Científica
    Profª: Marília Coltri

    ResponderExcluir
  94. Em uma época em que o conhecimento científico obteve um progresso notável e a Ciência foi praticamente divinizada, surge Karl Popper, um dos mais respeitáveis filósofos da Ciência. Delimitando o campo de atuação da ciência, formulou o modelo hipotético-dedutivo e defendeu a idéia de que a teoria científica será sempre conjetural e provisória. Uma teoria para ser considerada ciência, deve ser codificada através da observação, formulação de postulados simples, que não deixem margem a diversas interpretações e que permita oferecer previsões e explicações que possam ser testadas. Além disso, para ser considerada Ciência, Popper diz que a teoria precisa poder ser refutada, sendo assim, toda e qualquer teoria científica verdadeira só goza do status de provisoriamente não refutada. Porém, nada impede que ela possa ser refutada por outra teoria a qualquer momento. Dessa forma, Popper mostrou que Verdades Absolutas devem ficar limitadas ao campo da Filosofia e as Verdades Eternas à Religião, já que por não poderem ser refutadas, não devem ser consideradas Ciências.

    Adriana Gonçalves - Nº 55 - RGM 090308.
    Ceunsp/Salto - Engenharia Elétrica / 2º Semestre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falseabilidade ou refutabilidade é um conceito importante na filosofia da ciência proposto por Karl Popper em "A sociedade aberta e seus inimigos", volume 2, em 1930.

      Excluir
  95. Anderson Olimpio da Silva26 de setembro de 2012 10:18

    Karl Popper entre muitos filósofos, o mais influente do século XX.
    Popeer argumentava que a teoria científica será sempre conjetural e provisória, e que, não é possível confirmar a veracidade de uma teoria pela simples constatação de que, os resultados de uma previsão efetuada com base numa teoria verificada. Essa teoria deverá gozar apenas do estatuto de uma teoria não, (ou ainda não) contrariada pelos fatos.
    Propôs a falseabilidade como a solução do problema da indução, pois para uma asserção ser refultável ou falseável, em princípio será possível fazer uma observação ou fazer uma experiência física que tente mostrar que essa asserção é falsa."Qualquer afirmação científica baseada em observação jamais poderá ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva", diz Popper.Também seguindo os conceitos da falseabilidade, tudo que não pode ser falseável, não pode-se considerar científico.Emfim, só se acredita naquilo que é tangível, que pode ser comprovado fisicamente.

    Anderson O. da Silva Nº 05 Engª Mecatrônica 2º semêstre 58123

    ResponderExcluir
  96. É impressionante como a ciência evoluiu mais em dois séculos do que em quatro mil anos.
    Karl Popper provou que para uma teoria ser científica, ela tem que ser falseável, caso contrário, não é uma teoria científica.
    Como exemplo, as teorias Religiosas ou Filosóficas não são consideradas científicas, porque são consideradas verdades eternas e absolutas.
    Já a Mecânica Newtoniana é uma teoria científica, tanto é que foi falseabilizada pela Teoria da Relatividade, de Albert Einstein, que provou que a Mecânica Newtoniana não era válida em velocidades próximas à da luz.

    Gabriel Henrique da Silva Faria, Nº 32, Engenharia Mecatrônica, Turma: 58213

    ResponderExcluir
  97. É impressionante como Karl Popper em pleno auge da ciência, junto com a evolução industrial iniciada na Inglaterra, ter ganhado destaque. Com a supervalorização da ciência ele trouxe uma tese que resgatou de volta a boa ciência que tem como objetivo a simplicidade e a clareza duas virtudes que tinha desaparecido com a supervalorização da ciência, assim se tornou o mais influente e respeitado filosofo da ciência.
    As teorias criadas por Karl Popper são aplicadas nelas mesmas, ou seja, suas teorias se aplicam a si mesmo, e dessa forma a ciência se definiu mais claramente com teorias falseáveis que são valida em quantas não refutadas.
    Caso alguém crie uma melhor tese sobre a teoria cientifica, as teses de Karl Popper se retirariam humildemente para a historia da ciência.
    Jeferson Luís do Nascimento Nº 30 , Eng.Elétrica - CEUNSP - turma 57213

    ResponderExcluir
  98. Em um período de avanço do progresso de material acelerado pela revolução industrial, e com o conhecimento
    Científico que se encontrava em destaque, surge um dos maiores destaques até hoje do conhecimento da ciência.
    Karl Popper, filósofo Austríaco defendia que a ciência se baseia em observação e teorização. Em que qualquer
    ciência referente a observação, nunca poderá ser definitiva. Popper definiu que uma teoria só pode ser considerada
    uma afirmação científica enquanto não surge uma nova teoria que se considerada válida. Pode haver novas teorias.
    Qualquer afirmação proposta pode ser quebradas a qualquer nova teoria e, essa afirmação de Popper,
    considera que qualquer teoria científica só se poder ser considera uma teoria válida, se houver uma nova
    possibilidade de observação para se criar uma nova teoria. Sem dúvida nenhuma Karl Popper é um dos grandes
    filósofos da ciência.

    Edino Alves dos Santos n°14 curso: ENG.ELÉTRICA 2°SEMESTRE turma- 57213

    ResponderExcluir
  99. Popeer trata a ciência não como uma verdade absoluta mais sim como algo que pode mudar a todo instante, assim dando oportunidades para que outras pessoas possam questionar as teorias já existentes e não somente aceitar o que já existe.
    Com isso segundo ele novas teorias podem surgir a partir daquelas que já existem, é o que motiva todos os cientistas a estudar mais e mais, lembrando que toda teoria só pode ser considerada cientifica quando pode ser provada falsa segundo ele. Por assim dizer Popeer nos mostra que ciência produz teorias que possam ser provadas sua falseabilidade e que segundo ele não podem tratar de assuntos religiosos onde as verdades de cada doutrina é absoluta.
    Henrique Freitas Carvalho
    Engenharia Mecatrônica 2° Semestre
    N° 35 Turma- A

    ResponderExcluir
  100. A teoria ser contrariada ou falseada é uma afirmação tão simples que nos faz pensar
    porque não foi colocada em prática antes.
    Uma pergunta de todos é o cerne da ideia popperiana
    "Viver é um processo de solução de problemas (até mesmo para uma Ameba)".

    Como definir o que é falseabilizável (magnifico!). Devemos sempre repensar todas as
    certezas ou incertezas? Karl Popper mostra a grandeza da humildade, onde podemos
    aprender que estaremos sempre aprendendo, ou pelo menos questionando.

    André Paulucci
    engenharia mecatrônica 2° semestre
    n° 07 turma 51113

    ResponderExcluir
  101. Ricardo Consorte segundo semestre de engenharia elétrica da Ceunsp numero 51 RGM 082611

    Poper mostra que a aplicação de conhecimentos cientificos para resolver problemas investigativos tem um maior resultado se fundamentado sobre observações só se pode provar aquilo que se observa e isso ao meu ver é o ponto principal do texto apresentado pois ele se opoe claramente ao método indutivo impirista que tem um conhecimento e desse conhecimento cria uma tese que ñ necessariamente é realcomo ele mesmo cita o caso dos cisnes brancos.Com uma postura hipotética dedutiva sustenta suas descobertas com base nos conhecimentos ja adquiridos de todas as ciencias,humanas,exatas e naturais.Com isso cria um método mais seguro de analize investigativa.

    ResponderExcluir
  102. Karl Popper desmistificou teorias com a sua, sobre a falseabilidade enquanto muitos pensavam que algumas teorias seriam eternas e comprovadas através de observação ele mostra que através desses métodos de comprovação científica não se pode definir nada, de uma hora para outra outra teorias podem surgir e desbancar aquela até pouco seria atual e com isso ele se tornou um dos maiores filósofos que conhecemos.

    Rafael Cosmo Rodrigues de Sousa n°49 - Engenharia Elétrica -Turma 57213

    ResponderExcluir
  103. Popper defende que a ciência se baseia na observação e teorização, segundo ele algo é verdadeiro até que se prove ao contrário.
    Tudo que hoje parece a mais pura certeza e que imaginamos ser absurdamente correto pode ser desmentido por novas teorias vindouras.
    O pensamento de Popper é um modo simplificado de entender e de ter um maior entendimento sobre o assunto pois trata com simplicidade um estudo tão complexo .

    Alisson Javonne
    Engenharia Mecatrônica 2º semestre
    nº04 turma 58213 RGM:089664

    ResponderExcluir
  104. Popper definiu de forma simples algo tão complexo a “ciência”.
    Com isso incentivando outros a tratá-la de forma simples e de fácil entendimento.
    Mostrou que uma afirmação cientifica só pode ser verdadeira se realmente comprovada por todos os lados, senão pode passar a ser uma teoria que é algo verdadeiro porem não é comprovada inteiramente, ambas possíveis de alterações. Assim, definiu também os limites da ciência, que trata apenas de teoria refutáveis que mudem mudar a qualquer momento, não tratando assim de assuntos com verdades absolutas ou eternas.

    Aline Barbosa nº48
    Engenharia Mecatronica 2º sem.
    Ceunsp turma 58213

    ResponderExcluir
  105. karl popper

    ciência seus fundamentos teriam inicio pela observação e teoria, assim tendo conclusões do que se foi observado,também que a
    afirmação cientifica só pode ser verdadeira se realmente comprovada, pois se não comprovada passando assim a uma teoria, ou
    seja, não comprovada cientificamente.

    Popper nos mostrou uma ciência que se faz grande na virtude da humildade.

    alan matiuzzo nº 02
    engenharia mecatrônica 2º semestre
    turma 58213

    ResponderExcluir
  106. Popper definiu que a ciência é somente verdadeira quando provado através de observação e teorização. Verdadeira até que se prove o contrário.
    Questionando sempre as teorias existentes, e não somente aceitá-las.
    Rener de Rezende Macedo Jr. Nº45 Engenharia Mecatrônica 2º Semestre
    58213

    ResponderExcluir
  107. Popper nos apresenta com clareza e simplicidade, uma filosofia científica que parte do pressuposto da busca incansável do homem por respostas, para seus questionamentos, através da ciência.
    Com o avançar e desenvolver da humanidade, ocorre uma busca pertinente por verdades, afirmações e comprovações de teorias.
    Para Popper a ciência se faz pelo concreto, partindo da tese de observação e teorização. Logo, a teoria científica não se faz de verdades inquestionáveis.
    Portanto, a ciência sempre terá verdades provisórias até serem retificadas por uma nova teoria ou afirmação.
    Porém, a busca por veracidades se limita a teorias religiosas e filosóficas, pois possuem suas doutrinas voltadas a verdade eterna e absoluta.
    Com a filosofia de Popper, podemos concluir que a busca da verdade se faz em forma de progresso para humanidade, pois uma nova afirmação de uma fabulosa teoria, não se faz o ponto de chegada, mas sim a motivação para um grande início de caminhada por descobertas.

    Aluno: Tiago Mancin dos Santos nº54
    Engenharia Elétrica 2º Semestre/ Noturno
    CEUNSP- Turma 57213

    ResponderExcluir
  108. Karl Popper, defendeu que a ciência se baseia na observação onde só se pode tirar essa conclusão sobre o que foi observado, até que se prove o contrário.
    Qualquer observação nao poderá ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva, ela só pode ser considerada valida até quando provada errada por outra observação. Consequentimente
    sugindo uma nova teoria.

    Alexandre Navarro
    Engenharia Mecatrônica 2° semestre
    n° 03 Turma 58213
    Ceunsp - Salto

    ResponderExcluir
  109. Karl Popper nasceu em 1902 onde a ciência já era bem avançada, ele quis dizer que teorias não serão consideradas teorias através de observações, elas tem que ser fundamentadas. Mas mesmo assim, um dia elas podem ser consideradas falsas.
    Também foi humilde em admitir que sua teoria poderia ser substituída a qualquer momento com o surgimento de uma tese mais convincente que a sua
    Felipe Da Silva Oliveira – n° 25 -Engenharia Mecatrônica 2° semestre
    Turma 58213
    Ceunsp - Salto

    ResponderExcluir
  110. Kal Popper revolucionou o modo em que as pessoas olhavam a pesquisa cientifica, pois quebrou muitos paradigmas e alavancou a ideia da falseabilidade, tanto no mundo cientifico, astrólogo, religioso etc.
    André Gustavo da Rosa
    Engenharia Mecatrônica 2ª Semestre
    Nº 06 Turma 58213
    Ceunsp Salto

    ResponderExcluir
  111. Um dos temas mais intrigantes da falseabilidade é a comprovação de que astrologia de horoscopo moderna não pode ser considerada cientifica todo o gigantesco arcabouço foi falseada por dois experimentos simples (E= MC²).
    Obs: Eu não tinha conhecimento sobre isso.
    Abner Filipe de Oliveira
    Engenharia Mecatrônica 2ª Semestre
    Nº 01 Turma 58213
    Ceunsp Salto

    ResponderExcluir
  112. "Uma teoria científica é um modelo matemático que descreve e codifica as observações que fazemos. Assim, uma boa teoria deverá descrever uma vasta série de fenômenos com base em alguns postulados simples como também deverá ser capaz de fazer previsões claras as quais poderão ser testadas."

    Com esta definição, a simplicidade e a clareza voltavam a ser virtudes identificadoras da boa ciência, que assim se separa das mistificações que nos dois séculos anteriores tentaram pegar carona em seu prestígio.

    ResponderExcluir
  113. Engenharia Mecatrônica 2ª Semestre
    Nº 47 Turma 58213
    Ceunsp Salto

    ResponderExcluir
  114. Com a Revolução Industrial e a consequente descoberta da ciência, iniciou-se uma nova era
    que afetou e desencadeou em muitas transformações em todos os sentidos, sociais e econômicos que
    gerou as características no mundo atual.
    O filósofo da ciência, Karl Popper, definiu a teoria científica como basicamente
    a observação tornada "real" por meio de fatos, testes e comprovações.E esta pode ser válida
    se provada falsa por posteriores observações, ou seja, se alguma teoria não pode ser falseável, ela
    não é considerada uma teoria científica , segundo Popper.
    Um exemplo mais polêmico e discutido citado, poderia ser por exemplo a religião, que
    não é tida como verdade absoluta, não sendo possível comprova-lá falsa, portanto, não científica.


    Gabriel Godói Martinho - Nº 31 - RGM: 088634 Engenharia Mecatrônica - 2º Semestre - Turma 58213 - Ceunsp , Salto.

    ResponderExcluir
  115. Muito interessante a colocação de Popper sobre oconhecimento cientifico, e como essa junção de informações nos ajudou a evoluir nos ultimos dois seculos.
    Popper mostrou muito bem sua ideia sobre conhecimento cientifico e o que ta pra transformar em ciencia.
    De um jeito diferente de outros ele mostrou que sim realmente algo só pode se tornar ciencia se tiver FALSEABILIDADE usando como exemplo um grande nome como Newton.
    Sua colocação foi sim muito interessante e possivelmente desperta a vontade de pesquisar de muitas pessoas.
    O artigo foi muito inspirador obrigado!

    Bruno Fernandes Garcia - Nº 12 - RGM - 086138 Engenharia Mecatrônica - 2º Semestre - Turma 58213 - Ceunsp , Salto.

    ResponderExcluir
  116. De acordo com Karl Popper o conhecimento cientifico vem com o tempo através da teoria e a observação juntas, assim podendo afirma que algo somente é apos da existência da falseabilidade ou refutabilidade, ou seja, quando é possível prová-la falsa.
    Pelo contrario o não pode ser considerado cientifico.

    Edvar Teixeira de Souza Filho nº20 RGM: 086279
    Engenharia Mecatronica - 2º Semestre
    Turma 58213 - Ceunsp Salto

    ResponderExcluir
  117. karl Popper??
    Foi um filósofo da ciência e considerado por muitos como o filósofo mais influente do século XX a tematizar a ciência, muito conhecido pela sua defesa do falsificacionismo como um critério da demarcação entre a ciência e a não-ciência, e pela sua defesa da sociedade aberta.


    No artigo citado, Popper quis dizer que é preciso observar e otimizar, mas nem tudo e científico.
    Pois será comprovado científico tudo que é possível provar falso.
    Neste caso para ficar mais claro ele usou a teoria de Newton, pois elas são falseáveis, tanto que Einstein provou onde a mecânica não era valida sobre a velocidade próxima da luz.
    Conclusão: Tudo que se prove falso dentro da ciência e uma falseabilidade, porém dentro de muito estudo, observação e otimização.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eric Henrique Pio Botelho_2º Semestre Engenharia Mecatrônica Turma A_58213

      Excluir
  118. Segundo Karl Popper, aquilo que não pode ser questionado não é ciência.
    Para ele a ciência possui teorias falseáveis, que serão válidas até qu sejam contrariadas, ele defendeu que, se a ciência se baseia na observação e teorização, só se podem tirar conclusões sobre o que foi observado, nunca sobre o que não foi.
    Portanto para ele a verdade é inalcançável, porém devemos nos aproximar dela atravéz de tentativas.

    Driele C. Ribeiro Abilo - Nº19 - RGM 086892 - Engenharia Mecatrônica - Turma 58213

    ResponderExcluir
  119. De acordo como eu interpretei karl Popper pensava que o conhecimento cientifico só era considerado cientifico se fosse falsa e fosse refutado até que natureza se torna-se comprovada, depois das teoria e observações.
    Almir Machado Gregorio Engenharia Elétrica 57213 N°:02 RGM:090078

    ResponderExcluir
  120. ps: estou postando a esse horario devido a má configuração do host do blog, estou postando de um celular que o campo "comentar como" tem um delay monstruoso... teste e verá espero que entenda.

    "os limites da ciência" creio que não há um limite que possa definir algo como a ciência, que por várias vezes acreditaram que nada mais podia mudar, e de uma hora para outra são descobertas coisas que mudam todas as outras, muito pelo contrário, estamos muito longe de entender por completo essa qual chamamos de ciência.
    "toda tecnologia suficientemente avançada é indestinguivel de magia"


    Engenharia mecatrônica _turma A
    RGM: 086058
    N: 36

    ResponderExcluir
  121. Popper se tornou o mais influente e respeitado filósofo da ciência, devido a sua teoria da observação, como o exemplo dos cisnes, onde não de pode considerar uma verdade absoluta sobre essa observação, e também ccom a teoria da falseabilidade onde tudo que se prova que é falso não é científico.

    Wagner Ulianni, nº 44, RGM: 090474
    Engenharia Mecatrônica, 2º Semestre, Turma: 58223

    ResponderExcluir
  122. Segundo Karl Popper a falseabilidade e os limites da ciência, quer dizer que toda a pesquisa cientifica tem que ser observada e provada que é corrigível isto quer dizer que toda teoria que provada contraria é cientifica, este método pode ser chamado de hipotético dedutivo, ou seja, ao observar um milhão de cisnes brancos por dedução se pode provar que ela esta errada ao descobrir um cisne outra cor. Outra forma de comparar teoria e ciência e por ambos a prova e toda vez que se provar contaria deixa de se tornar teoria para ser uma evidencia cientifica e toda vez que se tentar provar contraria e não conseguir mais credibilidade se dará e esta se torna uma teoria cada vez mais verdadeira.


    Marcos Antonio de Souza
    Nº: 21, RGM: 089805
    Engenharia Mecatrônica
    2º Semestre, Turma: 58223

    ResponderExcluir
  123. Lendo esse artigo, não podemos deixar de observar como foi incrível a evolução da ciência nesses dois últimos séculos. Tudo o que não se desenvolveu em quatro mil anos, tivemos e estamos tendo o privilégio de acompanhar. Mas como não citar esse ícone da ciência chamado Karl Popper? Esse homem genial criou teorias que até hoje são essenciais e fundamentais para a ciência. Baseando-se no princípio que só se pode tirar conclusões sobre o que é observado e nunca sobre o que não se observa. Afirmou também que uma teoria só pode ser considerada científica quando é possível provar sua falsidade, ou seja, quando é falseável, podendo ser renovada a qualquer momento com o surgimento de outra teoria. Popper soube nos mostrar de uma forma bem simplificada a definição de uma teoria científica.

    Saulo Ferreira Borba Filho
    Nº: 37 - RGM: 087659
    Engenharia Mecatrônica
    2º Semestre - Turma: 58223
    Ceunsp - Salto/SP

    ResponderExcluir
  124. Karl Popper com sua teoria mostrou que assim como existem teorias concretas, que podem ser falseáveis, também existem teorias que na verdade não passam de distorções, tornando-se falsas por não serem suscetíveis de prova.
    As teorias de Platão, Hegel, Marx e Darwin tornaram-se questionáveis com sua teoria, tomando como exemplo a teoria de Darwin uma teoria que se identifica com o exemplo do cisne, onde a teoria da evolução não se enquadra na teoria da falseabilidade, não sendo concreta em sua teorização deixando de ser uma teoria científica, pois segundo Popper, qualquer afirmação científica baseada em observação jamais poderá ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva.
    Realmente por sua humildade sua teoria impressiona na clareza dos fatos, definindo os limites da ciência ,respeitando a religião quando evidência que não a ciência quando determinado assunto é um dogma, mostrando assim porque é considerado o mais influente e respeitado filósofo da ciência.


    Ronderson S. Cezario
    nº:54,turma:58223
    Engenharia Mecatrônica

    ResponderExcluir
  125. Karl Popper com sua teoria mostrou que assim como existem teorias concretas, que podem ser falseáveis, também existem teorias que na verdade não passam de distorções, tornando-se falsas por não serem suscetíveis de prova.
    As teorias de Platão, Hegel, Marx e Darwin tornaram-se questionáveis com sua teoria, tomando como exemplo a teoria de Darwin uma teoria que se identifica com o exemplo do cisne, onde a teoria da evolução não se enquadra na teoria da falseabilidade, não sendo concreta em sua teorização deixando de ser uma teoria científica, pois segundo Popper, qualquer afirmação científica baseada em observação jamais poderá ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva.
    Realmente por sua humildade sua teoria impressiona na clareza dos fatos, definindo os limites da ciência ,respeitando a religião quando evidência que não há ciência quando determinado assunto é um dogma, mostrando assim o porquê de ser considerado o mais influente e respeitado filósofo da ciência.


    Ronderson S. Cezario
    nº:54,turma:58223
    Engenharia Mecatrônica

    ResponderExcluir
  126. Na revolução industrial, a ciência atingiu seu auge, com isso o numero de teorias cientificas produzidas cresceu numa velocidade muito grande. Porem, essa quantidade de teorias geravam conflitos na ciência, então, Karl Popper sugeriu uma definição para teoria cientifica.
    A definição de Popper, propõe que todas as teorias cientificas precisão ser falseáveis, ou seja, possam ser refutadas. Isso gera uma renovação constante na questão de teorias cientifica, sempre haverá novas teorias, conforme o tempo for passando. As teorias consagradas também da fogem da definição, isso gera um incentivo para cientistas, mesmo porque, todo mundo gostaria de ter seu nome gravado na historia.

    Nome:Tiago Trombini Moz Nº41
    RGM:085727 2º semestre
    Turma: 58223 curso:engenharia mecatrônica

    ResponderExcluir
  127. Segundo Karl Popper, a falseabilidade e os limites da ciência mostra que toda pesquisa para ser cientifica deve primeiramente ser provada ao contrario, ou seja, mostra-la que pode ser falsa. Com isso, varias pesquisas foram aceitas como cientificas por terem sido refutadas. Seguindo o conceito de Popper, as teorias de Newton são cientificas pois Albert Einstein provou com sua teoria da Relatividade que a mecânica newtoniana não era válida em velocidades proximas a da luz.
    A ciência também se baseia na observação, onde só se pode tirar conclusões daquilo que se foi observado, porem nunca deve ser considerada absoluta.

    Willian Corazza Chatara nº 49
    Engenharia Mecatrônica 2ºsem – sala B
    RGM 088557
    Turma 58223
    Ceunsp Salto

    ResponderExcluir
  128. Reginaldo Ap Stein da Palma

    Que toda teoria cientifica na tese é verdadeira ate que provem ao contrario esse meétodo pode ser chamado de hipotetico de dutivo no caso dos cisnes citado acima.
    E mostra que nenhuma teoria é uma verdadeira absoluta, pois se haver uma nova definição, suas teorias seram substituidas por outra.

    Reginaldo Ap Stein da Palma Nº 31
    Turma:58223 Engenharia Mecatronica

    ResponderExcluir
  129. Que a teoria cientifica na tese, é verdadeira até que provem ao contrario como o caso dos cisnes citado acima e com isso chamamos esse metodo de hipotético dedutivo.
    Mas nem toda teoria e uma verdade absoluta, até que não tenha nenhuma outra definição porque se surgir outra ela pode ser substituida.
    Reginaldo Ap Stein da Palma nº31
    RGM:086046 Turma:58223
    Engenharia Mecatronica

    ResponderExcluir
  130. Segundo Karl Popper, pode-se considerar a teoria cietífica verdadeira, desde que o contrário seja provado, caso contrario, será considerada falsa, tendo como exemplo as teorias de Albert Einstein e Isaac Newton, Einstein que provou com sua teoria da Relatividade que a mecânica newtoniana não era válida em velocidades proximas a da luz, e Newton que as teorias da gravitação universal científicas, por que além de se enquadrarem na definição ao propor equações simples que descrevem os modelos cósmicos gravitacionais, também é possível se fazer previsões acertadas com base nelas. Popper conclui que, o que não é falseável ou refutável não pode ser considerado científico.

    Weider Gonçalves da Silva N°45
    RGM:089770 Turma:58223
    Engenharia Mecatrônica

    ResponderExcluir
  131. Na revolução industrial, a ciência cresceu tanto que começou a gerar conflitos, no entanto Karl Popper foi o filosofo que por sua vez definiu de como devia proceder às teorias cientificas.
    No entanto afirmou que para uma teoria ser cientifica, logo terá que ser falseável, ou seja, quando alguma outra pessoa consegue prova-la que ela é falsa.
    Como Albert Einstein provou que a luz era afetada pelos campos gravitacionais, pela teoria da relatividade, no qual a teoria de Isaac Newton ficou um pouco desprezível.
    Logo toda teoria deve ser observada e teorizada, pois segundo Popper jamais elas podem ser considerada verdade absoluta ou definitiva.

    William Christiam de Almeida e Silva nº 48
    Engenharia Mecatrônica 2ºsem – Sala B
    RGM: 086393
    Turma 58223
    FEA-Faculdade de Engenharia e Arquitetura-Ceunsp,Salto

    ResponderExcluir
  132. A revolução industrial fez com que a ciência buscasse novos caminhos através das novas tecnologias.Karl Popper argumentou que a teoria científica será sempre provisória. Em outras palavras, uma teoria científica pode ser falsificada por uma única observação negativa, mas nenhuma quantidade de observações positivas poderá garantir que a veracidade de uma teoria científica seja eterna.Nunca podemos acreditar apenas nas observações e vale lembrar também que religião, doutrinas e filosofias que são julgadas verdades eternas não podem ser tratadas pela ciência e que nós devemos sempre nos questionar e tentar descobrir a veracidade das coisas.

    Kleber Bueno
    RGM 087601
    Numero 13
    Turma 58223
    Eng. Mecatrônica - segundo semestre

    ResponderExcluir
  133. Com a teoria de Karl Popper,quase tudo é ciência,por que se conseguir falsear ou refutar, através de tese,pesquisa feita e aprovada,invalidando a anterior e renascendo uma nova teoria aí é ciência,pelo contrário não é ciência.
    A parti daí a disputa do conhecimento aumentou,ainda mais,se aprofudando cada vez mais no conhecimento para invalidar a teoria,tese,pesquisa que estava aprovada e comprovada.
    Com esta busca de conhecimento o avanço da tecnológia disparou melhorando o dia a dia e facilitando a vida do seres humanos, Popper nos mostrou uma ciência que se faz grande na virtde da humildade.

    José Roberto Macedo da Silva nº9
    Engenharia Mecatrônica 2ºsem
    Turma 58223
    RGM: 087416
    FEA-Facudade de Engenharia e Arquitetura-Ceusnp,Salto

    ResponderExcluir
  134. O conceito de ciência, que anteriormente era vista como uma verdade absoluta, foi modelado no século 20 por Popper, onde esta necessitava agora de ser falseada para se tornar uma ciência. Desta forma, a teoria da falseabilidade pôde distinguir o que era dogma (conceitos religiosos) e ciência. Uma vez que a religião não pode ser questionada, esta por sua vez não é considerada uma ciência, pois está ligada a fé, crença, misticismo, entre outros valores que estão relacionados com a existência de um Deus.
    De maneira geral, Karl Popper simplificou a maneira de se definir a ciência, em que o grande cientista Albert Einstein tornou válida a teoria de Popper, refutando a teoria de Newton.

    Luiz Felipe N. Ferreira n°53
    Engenharia Mecatrônica 2° Sem
    Turma 58223
    RGM: 087657
    FEA-Faculdade de Engenharia e Arquitetura-CEUNSP, Salto

    ResponderExcluir
  135. Varias pesquisas foram aceitas como cientificas por terem sido refutadas. karl Popper provou com sua teoria da Relatividade que a mecânica newtoniana não era válida em velocidades próximas a da luz.Todas as teorias cientificas precisão ser falseáveis e novas pesquisas sempre seriam bem vindas afim de aprimorar as afirmações ciêntificas. Como grande filósofo, usou a humildade em seus estudos e mostrou assim a grandeza da ciência.
    Jefferson Paulo Cardoso Valiati nº07
    Engenharia mecatrônica 2ºsem
    Turma 58223
    RGM087199
    FEA- Faculdade de Engenharia e Arquitetura- CEUNSP , salto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karl Popper nasceu em uma época em que a Revolução Industrial atingia o seu auge, a ciência era tratada como superior a tudo, ou seja, a fonte da verdade suprema. Surge então Karl Popper com um novo conceito sobre a ciência que até então sempre baseada em observações que permaneciam como verdades eternas. Diante desta situação Karl Popper define que só é Ciência aquilo que pode ser Refutado e Falseado, pois como a ciência é baseada em observações pode ser que apareça um fato novo que obrigue a seguir outro rumo. Newton teve uma das suas teorias da mecânica falseada e refutada por Einstein.
      Conforme Karl Popper "a ciência produz teorias falseáveis, que serão validas enquanto não refutadas", no âmbito religioso a ciência não tem como tratar, pois as verdades religiosas são baseadas nas doutrinas e filosofia que para os fieis são dogmas, ou seja, verdades absolutas.
      A ciência possui uma grande virtude que é a humildade, pois sempre está aberta a novas descobertas e aquilo que foi verdade durante anos pode dar lugar a um fato novo e ficar somente na história.
      Vagner Lopes - N° 42 - RGM 090352 - Turma 58223
      Engenharia Mecatronica - 2° Semestre
      Ceunsp - Salto
      FEA - Faculdade de Engenharia e Arquitetura

      Excluir
  136. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  137. Popper sugere que uma teoria científica somente pode ser considerada por este padrão caso possa ser falseada, ou seja, uma teoria considerada como uma verdade absoluta que não possa ser contestada não pode ser considerada ciência, porem caso esta verdade seja passível de dúvidas e contestações mediantes outras observações, pontos de vista e/ou outros conhecimentos, então podemos considerar uma ciência, ou seja uma teoria que possa ser falseada e substituída por outra mais convincente e também contestável

    Marcus Vinicius Gonçalves, 22 - RGM: 087295
    Classe: 58223 - II Semestre
    Eng. Mecatrônica - FEA
    CEUNSP - SALTO/SP

    ResponderExcluir
  138. (...)que não possa ser contestada não pode ser considerada UMA TEORIA CIENTIFICA..."
    --correção de trecho--
    Marcus Vinicius Gonçalves, 22 - RGM: 087295
    Classe: 58223 - II Semestre
    Eng. Mecatrônica - FEA
    CEUNSP - SALTO/SP

    ResponderExcluir
  139. Karl Popper defendeu que toda ciência é a fonte de pesquisa tendo conclusão por meios de teorias verdadeiras. Assim dessa forma sem a pesquisa para adquirir conhecimento não ha uma ciência, seja qual for. Contudo para cada pesquisa que faz o uso da ciência pode haver uma nova pesquisa com ciência que desvaloriza ou revisa a 1° ciência feita. Afirma também que o limite da ciência pode ser a religião pois não ha conclusão sobre o assunto fé, crença, etc.
    Com a todas nossas pesquisas e ciências temos virtudes em nossas descobertas, assim como Karl nos mostrou.

    Cauani Braga dos Santos
    Engenharia Mecatrônica 2°sem.
    turma:58223 n°02.
    RGM089164
    CEUNSP-Salto

    ResponderExcluir
  140. Popper afirma que é impossível verificar se uma teoria é científica, pois não é possível comprovar todas e cada uma das suas possibilidades. Como explica no exemplo dos cisnes.
    Popper acredita que a teoria cientifica é mutável, que pode ser mudada a qualquer instante desde que se prove que esta é falsa. Sendo assim, propõe que os cientistas procurem provar a falsidade ou refutabilidade desta teoria, ou seja, deve estudar as hipóteses e testar essas hipóteses procurando provar de que ela está correta, mais ainda de que está errada, permitindo que esta sempre possa estar sobre judce, ou seja, que as pessoas possam questionar as teorias ja existentes e que estas sejam estudadas, provadas e substittuidas por outras e assim sucessivamente.
    A final, a ciencia esta sempre em mudanças sendo questiona.

    Lasaro Guedes Pinto Junior Nº14 Eng. Mecatrônica, 2º semestre, turma B



    ResponderExcluir
  141. Karl Popper tinha a tarefa filosófica como de uma crítica na qual tem o princípio de verificação como arma fundamental contra as falsas ciências. O método indutivo e sua discrição dos dados empíricos como verídicos a partir de inferências que são conduzidas de enunciados singulares ou particulares à enunciados universais são desprovidos de confiabilidade científica, ou seja, cientificamente falsos, incapazes de garantir cientificidade.
    A falseabilidade é o critério de demarcação usado por Karl Popper para dar limites ao projeto científico e separar a verdadeira ciência. Uma tentativa de demarcação da ciência não é nova na história do pensamento humano, mas em Karl Popper, o que se pode apresentar, portanto, como novidade é a noção de falseabilidade ou a admissão de que uma teoria para ser científica deve ser julgáveis.

    Ramon Peixoto
    RGM 090337
    Numero 51
    Turma 58223
    Eng. Mecatrônica - segundo semestre

    ResponderExcluir
  142. Com a revolução industrial e o crescimento das pesquisas e estudos graças a novas tecnologias, Popper alegava que não se podia acreditar apenas em observações como pesquisa científica.

    Para uma pesquisa se concretizar como pesquisa científica, ele defendia que precisava haver falseabilidade em tal estudo, ou seja, que pudesse ser refutada ou contrariada futuramente com alguma outra pesquisa.

    Com isso, para Popper, nenhuma pesquisa poderia ser considerada verdade absoluta.

    Erick Senna de Araujo, n° 05 - Eng. Mecatrônica B, Turma 58.223

    ResponderExcluir
  143. Karl Popper dizia que toda a pesquisa científica, precisa ter falseabilidade, para ser considerada pesquisa científica. A falseabilidade, nada mais é, do que poder ser provada o contrário através de uma nova teoria.

    Popper afirmava que nenhuma pesquisa científica poderia ser considerada verdade, pois podia surgir uma nova teoria que a desmentisse, como o caso da teoria de Newton que Einstein refutou. Ainda assim, mesmo que contrariadas, algumas teorias se fazem bastante presentes ainda hoje.

    Rafael dos Santos Angelotti, 26 - Engenharia Mecatronica B turma 58223

    ResponderExcluir
  144. Ele defendeu que a ciência se baseia na observação e teorização,só se podem tirar conclusões sobre o que foi observado nunca sobre o que não foi
    Popper quis dizer que pra toda Ciência deve existir uma falseabilidade
    provar por exemplo uma teoria é falsa.

    gostei muito do texto bem complementar.

    Kelvin Fernando de Oliveira n:11- Engenharia mecatronica turma B
    rgm:086675

    ResponderExcluir
  145. Karl Popper deixa bem específico que para ser considerado científico deve haver a falseabilidade da teoria.
    Isaac Newton foi o cientista que com seus estudos descobriu e trouxe uma evolução na ciência com a sua teoria da gravitação universal, porém so é considerada cientifica porque é comprovada que essa teoria é falseável.
    Através desse esclarecimento pode-se observar que Karl Popper, com sua filosofia descreve que a ciência não é a absoluta verdade, ou seja, pode ser provado o contrario.

    Renan Oliveira nº:32 2ºEng. Mecatrônica Turma:58223 RGM:085718

    ResponderExcluir
  146. Popper defendeu que, se a ciência se baseia na observação e teorização, só se podem tirar conclusões sobre o que foi observado, nunca sobre o que não foi.
    Afirma que só se torna uma teoria científica quando é possível rebate-la por outra teoria.Assim, qualquer afirmação científica baseada em observação jamais poderá ser considerada uma verdade absoluta ou definitiva.

    Rafael O.do Amaral n°28 RGM:087197
    Engenharia Mecatrônica,2°semestre 58223
    CEUNSP/Salto

    ResponderExcluir
  147. com isso entendemos que toda a teoría pode ser considerada falsa, logo se não for possivel considera-la falsa nao e uma teoria. a ciência busca dados importantes sobre o caso por karl popper . A ciência so e considerada ciência se tiver um ponto de falseabilidade . Religião por ser um dogma,nao se pode questionar, logo e ciência teologica .

    stefano cossoniche junior --n°38--RGM:090114--58223-- Engenharia Mecatrônica (CEUNSP)--Salto

    ResponderExcluir
  148. Popper ajudou a humanidade a definir os limites de algo tão brilhante que é a ciência, para que ela continue a colaborar com o desenvolvimento da humanidade de maneira sólida e sem distorções, para que a ciência não seja uma fonte de verdades absolutas, mas uma forma de enchergar as coisas de maneira lógica e sem mitos. Com isso temos o brilhantismo da ciência preservado e colhemos seus frutos que são mesclados de complexidade, simplicidade e humildade.
    Fábio do Amaral Moreira - rgm 090626 turma 58223 - Ceunsp

    ResponderExcluir
  149. O filósofo Karl Popper estabelece uma demarcação entre o que seja ciência e não ciência através da definição de que qualquer teoria científica propriamente dita será falseável (Falseabilidade).
    Ele aceita de forma geral entre a comunidade científica atual a questão relativa a falseabilidade das ideias implica a posição, científica, de que não se pode garantir que nunca haverá uma observação, uma evidência, um fato a ser descoberto, via experimento ou não, com poder de tornar falsos uma afirmação ou mesmo todo o conjunto de afirmações de uma teoria científica.
    Portanto Karl Popper em uma posicao verdadeiramente cientifica, ao fazer uma afirmação positiva acerca de como o mundo funciona, necessariamente esta deve aceitar o risco de ser falsa, pois, uma vez dada a impossibilidade prática de conhecimento de absolutamente todos os fatos do mundo natural, este pode em verdade não funcionar, mesmo que em detalhe, como a teoria diz ou prediz.

    Thiago janeri Nº:40 2º semestre Eng. Mecatrônica - Turma B (58213) - RGM:087215

    ResponderExcluir
  150. Karl Popper,
    Se Inusitou com a possibilidade de provar a teoria(FALSEABILIDADE)a ser refutada constituía para o filósofo a própria essência da natureza científica. Assim, uma teoria só pode ser considerada científica quando é falseável, ou seja, quando é possível prová-la falsa. Esse conceito ficou conhecido como falseabilidade ou refutabilidade.

    Popper,com sua simplicidade e humildade ajudou,cientistas e a humanidade com suas teorias.

    Rodrigo Marciano RGM 089242 Turma 58223 (CEUNSP SALTO)

    ResponderExcluir
  151. Devido à utilização maciça das técnicas do conhecimento cientifico produziu um período de progresso, no qual a humanidade avançou mais em dois séculos neste campo do que nos quatro mil anos anteriores. Isto colocou o conhecimento cientifico numa posição de destaque no século 19 e culminou na crença de que tudo deveria ser explicado pela ciência.
    Neste período surge Karl Popper, se tornando muito respeitado como filósofo. Este, é autor da definição da teoria cientifica mais aceita nos dias atuais.
    Popper defendeu a teoria que se a ciência se baseia na observação e teorização, ´so se podem tirar conclusões sobre o que foi observado, nunca sobre o não foi.
    Segundo Popper o que não é falseável ou refutável não pode ser considerado cientifico.
    A ciência produz teorias falseáveis, não há como tratar de assuntos de domínio da religião, a qual tem suas doutrinas como uma verdade absoluta.

    Defender uma verdade sobre algo até que um dia se prove que ela não é uma verdade.

    Osmar Correa
    Adapatação de MPC ( Eng. Civi - CEUNSP)
    RGM: 087736

    ResponderExcluir
  152. karl popper, entrou num momento difícil da revolução industrial e revolucionou o que pensávamos sobre teoria cientifica ele afirma que só é uma teoria cientifica quando ela é falseável isto quer dizer quando afirmamos algo com pesquisas e métodos, e outros cientistas afirmam de outras maneiras que aquela sua ideia é falsa, como diz o exemplo do cisne que fala que mesmo tendo vários cisnes brancos sempre pode ter um negro sem que percebemos , ele mostrou que mesmo os maiores cientistas como isaac newton e outros que mostraram teorias revolucionarias mas que hoje podem ser criticadas por outros cientistas com outras ideias e formatos.


    LEANDRO RESENDE DE CASTILHO RGM 087550 TURMA 58223

    ResponderExcluir
  153. Popper afirmava toda teoria científica propriamente dita pode ser questionado por outras teorias, sendo assim uma teoria falseável (Falseabilidade).
    Ele afirmou também o limite da ciência, assuntos que não seriam discutidos e não haveriam conclusões, afirmava que o limite da ciência é a religião, por não haver conclusões sobre a fé, crença e etc...
    Karl Popper deixou de maneira mais simples o conceito de ciência propriamente dito, onde Albert Einstein validou a teoria de Popper.

    Vinícius Gama Nº43 RGM:086520 Engenharia Mecatrônica B 2º Semestre (58213)

    ResponderExcluir
  154. Com a Revolução Industrial e surgimento de novas descobertas e tecnologias, Popper defendia que a ciência se baseia na observação e teorização, só se podem tirar conclusões sobre o que se foi observado e que teoria só pode ser considerada científica quando é falseável, ou seja, quando é possível prová-la falsa.
    Podendo assim questionar as teorias de diversos cientistas, e sempre com intuito de melhorar e a ciência para um futuro mais próspero.


    Nome: Leonardo de Andrade Curto. Nº18
    Curso: Engenharia Mecatrônica
    RGM:086709 2º Semestre Turma:58223

    ResponderExcluir
  155. A ciência ganhou muito espaço, e ganhou uma posição, onde, tudo poderia provar. Foi então que Karl Popper surgiu, para se tornar um dos mais respeitados filósofos que já existiu.
    Defendeu diversas teorias, onde uma delas é a “Falseabilidade”, onde, segundo Popper, o que não é falseável ou refutável não pode ser considerado cientifico. A ciência evoluiu, mais seguindo os conceitos e as definições de Popper, nos dias atuais a ciência continua evoluindo e comprovando a falseabilidade em cada tese.
    Kelvin Messias da Silva N°12 RGM: 089869
    Eng. Mecatrônica 2°semestre Turma: B

    ResponderExcluir
  156. A Falseabilidade é um importante conceito para a filosofia da ciência. Popper notou em suas observações que há dois tipos de valores os quais os cientistas prezam e baseiam-se, o primeiro é o enunciado de observação, por exemplo, “Este cisne é branco” – este diagnostico é conhecido como existencial singular, uma vez q afirma a coincidência de algo em particular. O segundo tipo caracteriza todas as instancias de algo, por exemplo, “Todos os cisnes são brancos” – este é chamado de universal. Estes dois valores científicos são vistos como um problema de indução, cuja resolução e proposta por Popper em seu principio da Falseabilidade. Popper defendia que a ciência não poderia ser baseada em tal inferência, por exemplo, “Todos os cisnes são brancos” esta colocação poderia ser falseada pela aparição de um cisne negro.
    Wesley Augusto Caetano de Oliveira, n. 46, RGM. 087649

    ResponderExcluir
  157. Lucas nº 20 - Mecatrônica B - CEUNSP3 de outubro de 2012 13:44

    Teorias surgem a partir de fatos observáveis. Por isso, toda teoria é falseável isto é, toda teoria pode ser modificada ou sofrer acréscimos ao serem observados novos fatos. A Ciência está sempre em mutação.

    ResponderExcluir
  158. Thiago Alexander Henrique de Souza Theodoro Nº39 ENGENHARIA MECATRONICA B6 de outubro de 2012 04:09

    karl popper dizia que toda teorias surgem à partir de observações e para provar se elas são verdadeiras, ele dizia que deveria ser testado sua falseabilidade, isso é, se ela é falsa caso não seja provado que ela é falsa, logo ele será verdadeira, podemos definir sua teoria praticamente com um conceito, "toda teoria é verdadeira até que se prove contrário".

    ResponderExcluir
  159. Aqui é o João e eu li todo o seu testo professora :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom João! Você gostou do texto? Deixe um comentário sobre o que você achou. Não esqueça de colocar seu nome e a sua turma. Prof° Marilia Coltri.

      Excluir
  160. Oi professora, aqui é o Lucas O.P.
    A parte que mais gostei foi:Karl Popper nasceu em 1902, praticamente junto com o século 20. Nessa época, a ciência parecia ter atingido o auge do prestígio. A revolução industrial iniciada na Inglaterra do século 18 se fundamentou na divisão e organização do trabalho e nas novas tecnologias que aproveitaram as possibilidades abertas pela ciência determinista de sir Isaac Newton.

    A utilização maciça das aplicações técnicas do conhecimento científico produziu um período de progresso material acelerado, no qual a humanidade avançou mais em dois séculos neste campo do que nos quatro mil anos anteriores.

    Esse progresso acelerado colocou o conhecimento científico numa posição de destaque, que, no século 19, culminou no cientificismo, a crença de que tudo poderia ser explicado pela ciência, que deveria ser colocada acima de todos os outros modos do saber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito pertinentes as suas colocações, Lucas. Bom trabalho! Parabéns! Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  161. oi professora, aqui e a Ana Carolina Coutinho eu gostei de saber que a teoria de Newton foi considerada falseavel quando Einstein como a teoria mecânica Newtoniana não era válida em velocidade maxima de luz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante, não é mesmo, Ana Carolina? E outras coisas mais podemos desvendar através do estudo e da pesquisa. Parabéns pela participação! Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  162. Muito bom Lucas, realmente essa parte é muito interessante!
    Sempre que utilizar uma parte de um texto na íntegra, coloque entre aspas.
    Bom trabalho e parabéns pela participação!!!
    Prof° Marilia Coltri.

    ResponderExcluir
  163. oi aqui eo mateus eu gostei muito de quando falou disso"Com Popper, os limites da ciência se definem claramente. A ciência produz teorias falseáveis, que serão válidas enquanto não refutadas. Por este modelo, não há como a ciência tratar de assuntos do domínio da religião, que tem suas doutrinas como verdades eternas ou da filosofia, que busca verdades absolutas"muito legal chau:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito interessante essa sua colocação, Mateus. Realmente, a ciência não dá conta de todas as respostas, principalmente em se tratando de religiosidade, dogmas e verdades absolutas. Parabéns pelo comentário. Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  164. Gostei aparte que amais gostei foi dos cisnes.

    Aporte de Observação e teorização e Falseabilidade

    Assim, se um cientista observa milhares de cisnes, em muitos lugares diferentes e verifica que todos os cisnes observados são brancos, isto não lhe permite afirmar cientificamente que todos os cisnes são brancos, pois, não importa quantos cisnes brancos tenham sido observados, basta o surgimento de um único cisne negro para derrubar a afirmação de que eles não existiriam.
    Juliana 6º Ano AZUL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana, essa explicação deixa claro o que discutíamos em sala. Basta apenas uma controvérsia, cientificamente comprovada, para toda uma teoria ser refutada. Muito bom traalho! Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  165. As coisas do texto são bem interessantes, mais o que mas chamou minha atençao foi a história do cisnei e os limites da ciência.

    Victoria Raíssa.
    6º ano azul colegio ser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mim parece, também uma das questões mais interessantes do texto. Bom trabalho, Victoria. Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  166. Oi prof bom post ;) achei bem legal (Matheus aqui)

    ResponderExcluir
  167. achei bem interessante a parte limites da ciencia adorei
    isabela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você apreciou, Isabela. Qual é a sua série?

      Excluir
  168. eu achei muito interessante quando ele descreveu o a historia dos cisnes, pois descreveu exatamente o que acontece com as teorias que a qual quer hora poder ser provadas ao contrario

    vinicius 6ºAZUL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdadeira até que provem o contrário. É isso mesmo, Vinicius. Bom trabalho! Profª Marilia Coltri.

      Excluir
  169. Oi prof adorei a história de popper é super legal :D

    murilo 6ano AZUL

    ResponderExcluir
  170. Aguardo mais posts dos alunos dos 6ºs anos Amarelo e Azul, do Colégio Ser! Sorocaba. Caprichem em seus comentários!
    Profª Marilia Coltri.

    ResponderExcluir
  171. Olá Prof° Marilia, aqui é a Duda do 6° Ano Amarelo, eu adorei a teoria do Karl Popper que diz que nem todos os cisnes tem que ser brancos e que pode existir um cisne negro!! Amei o texto!!

    ResponderExcluir
  172. Aquela historia do Popper é EPICA XD




    Pietro 6 ano amarelo

    ResponderExcluir
  173. Oi Marilia, eu adorei a historia do Karl Popper, muito legal


    Felipe Moraes Marcello, 6 Azul, Colegio Ser

    ResponderExcluir
  174. Oi Marília, Karl Popper dizia que sempre a ciência está buscando novas teorias, ela nunca é definitiva, ela só é verdade até surgir novas.
    Achei o texto no início complexo, mas ao ler pela segunda vez consegui obter uma compreensão melhor.
    Gostei de ler o artigo e pude aprender com ele.

    Rafaela Campos Mariz, 6 Amarelo, Colégio Ser

    ResponderExcluir
  175. ProfªMarilia adorei o seu artigo do Karl Popper e do seu blog.
    A parte que eu mais gostei foi do seu exemplo com os cisnes brancos.
    Beijos da sua aluna Laura Ulian do 6ºano Azul do colégio Ser!

    ResponderExcluir
  176. Prof.Marilia achei muito interessante essa teoria,achava que nao era tao interessante assim,adorei seu blog! Bjs da sua aluna Ana Luisa do 6o ano Amarelo

    ResponderExcluir
  177. professora Marilia achei muito interessante o trecho sobre a falseabilidade da ciência e a supervalorização da ciência.
    do seu aluno ricardo v. do 6º ano amarelo

    ResponderExcluir
  178. prof marilia adorei a parte que ele fala:Uma teoria científica é um modelo matemático que descreve e codifica as observações que fazemos. Assim, uma boa teoria deverá descrever uma vasta série de fenômenos com base em alguns postulados simples como também deverá ser capaz de fazer previsões claras as quais poderão ser testadas."

    Luiza mendes 6 ano azul

    ResponderExcluir
  179. professora marilia muito legal esse artigo sobre o Karl Popper.gosrtei muito da parte em que ele fala dos cisnes.adorei

    ResponderExcluir