"Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém" Carta do Apóstolo Paulo aos Coríntios

"Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém [...]". (Carta do Apóstolo Paulo aos cristãos. Coríntios 6:12) Tudo posso, tudo quero, mas eu devo? Quero, mas não posso. Até posso, se burlar a regra; mas eu devo? Segundo o filósofo Mário Sérgio Cortella, ética é o conjunto de valores e princípios que [todos] usamos para definir as três grandes questões da vida, que são: QUERO, DEVO, POSSO. Tem coisas que eu quero, mas não posso. Tem coisas que eu posso, mas não devo. Tem coisas que eu devo, mas não quero. Cortella complementa "Quando temos paz de espírito? Temos paz de espítito quando aquilo que queremos é o que podemos e é o que devemos." (Cortella, 2009). Imagem Toscana, Itália.















terça-feira, 20 de maio de 2014

AS QUATRO ESCOLAS DO HELENISMO


Introdução
 
A morte de Alexandre III em 323 assinala, tradicionalmente, o fim da polis como modelo de unidade política e o começo da difusão da cultura grega no Oriente. Nem mesmo a meteórica expansão de Roma e a conquista das monarquias helenísticas foi capaz de afetar, posteriormente, a predominância cultural do helenismo em todo o Mediterrâneo Oriental.
 
Durante o conturbado Período Helenístico, o homem deixou de ser o componente mais importante de uma comunidade restrita para se tornar um simples cidadão de vastos impérios. A perda da importância política individual fez muitos se dedicarem cada vez mais à busca da felicidade pessoal através da religião, da magia ou da Filosofia.
 
As principais escolas filosóficas do Período Helenístico foram o cinismo, o ceticismo, o epicurismo e o estoicismo. Todas procuravam, basicamente, estabelecer um conjunto de preceitos racionais para dirigir a vida de cada um e, através da ausência do sofrimento, chegar à felicidade e ao bem-estar.
 
Das antigas escolas filosóficas, a Academia envolveu-se durante algum tempo com o ceticismo, e depois voltou ao caminho original, traçado por Platão; o Liceu, fundado por Aristóteles, afastou-se cada vez mais da filosofia e da erudição e se devotou, principalmente, à literatura.
 
O Período helenístico caracterizou-se por um processo de interação entre a cultura grega clássica e a cultura dos povos orientais conquistados. Substituiu-se a vida pública pela vida privada como centro de reflexões filosóficas.
 
A reflexão política foi abandonada pela Filosofia.  Na filosofia Greco-romana, que corresponde à fase militar de Roma, não houve grandes novidades, pois o principais pensadores dedicaram-se basicamente à tarefa de assimilar e desenvolver as contribuições culturais herdadas da Grécia Clássica.
 
As principais correntes filosóficas desse período vão tratar da intimidade, e da vida interior do ser humano. Entre as principais tendências desse período destaca-se o epicurismo, o estoicismo, o pirronismo e o cinismo.
 

EPICURISMO: O PRAZER
O epicurismo, de Epicuro (324-271 a.C.) – propunha a ideia de que o ser humano deve buscar o prazer da vida. No entanto, distinguia, entre os prazeres, aque­les que são duradouros e aqueles que acarretam dores e sofrimentos, pois o prazer estaria vinculado a uma conduta virtuosa. Para Epicuro, o supremo pra­zer seria de natureza intelectual e obtido mediante o domínio das paixões. Os epicuristas procuravam a ataraxia, termo grego que usavam para designar o estado em que não havia dor, de quietude, serenidade, imperturbabilidade da alma. O epicurismo, posteriormente, serviu de base ao hedonismo, filosofia que tam­bém defende a busca do prazer, mas que não diferencia os tipos de prazeres, tal como faz Epicuro. Defendia que o prazer é o princípio e o fim de uma vida feliz.
 
Epicuro defendia dois grandes grupos de prazeres. O primeiro reúne os prazeres mais duradouros, que encantam o espírito, como a boa conversação, a contemplação das artes, a audição da música etc. O segundo inclui os prazeres mais imediatos, muitos dos quais são movidos pela explosão das paixões e que, ao final, podem resultar em dor e sofrimento.
 
Para desfrutar dos prazeres do intelecto é necessário dominar os prazeres exagerados da paixão.
 
 
ESTOICISMO: O DEVER
O estoicismo, de Zenão de Cício (334-262 a.C.) – os representantes des­ta escola, conhecidos como estoicos, defendiam uma atitude de completa austeridade física e moral, baseada na resistência do homem ante os sofrimentos e os males do mundo. Seu ideal de vida, designado pelo termo gre­go apathéia (que costuma ser mal traduzido por "apatia"), era alcançar uma serenidade diante dos acontecimentos fundada na aceitação da "lei universal do cosmos", que rege toda a vida. Fundado pelas ideias de Zenão de Cício, Defendiam a noção de que toda a realidade existente é uma realidade racional.
 
O que chamamos de Deus, nada mais é do que a fonte dos princípios racionais que regem a realidade.
 
Zenão propõe o dever, vinculado à compreensão da ordem cósmica, como o melhor caminho para a felicidade.
 
 
CETICISMO: A SUSPENSÃO DO JUÍZO
O ceticismo (pirronismo), de Pirro de Élis (365-275 a.C.) - segundo suas teorias, nenhum conhecimento é seguro, tudo é incerto. O pirronismo defendia que se deve con­tentar com as aparências das coisas, des­frutar o imediato captado pelos sentidos e viver feliz e em paz, em vez de se lan­çar à busca de uma verdade plena, pois seria impossível ao homem saber se as coisas são efetivamente como aparecem. Assim, o pirronismo é considerado uma forma de ceticismo, que professa a im­possibilidade do conhecimento, da obten­ção da verdade absoluta.
 
Fundado a partir das ideias de Pirro de Élis, foi uma corrente filosófica que defendia a ideia de que tudo é incerto, nenhum conhecimento é seguro, qualquer argumento pode ser contestado.
 
Desse modo, aceitando que das coisas só se podem conhecer as aparências e desfrutando o imediato captado pelos sentidos, as pessoas viveriam felizes e em paz.

 
 
CINISMO: ALÉM DAS CONVENÇÕES
O cinismo - o termo cinismo vem do grego kynos, que significa "cão", e desig­na a corrente dos filósofos que se pro­puseram a viver como os cães da cida­de, sem qualquer propriedade ou con­forto. Levavam ao extremo a filosofia de Sócrates, segundo a qual o homem deve procurar conhecer a si mesmo e desprezar todos os bens materiais. Por isso Diógenes, o pensador mais destacado dessa escola, é conhecido como o “Sócrates demente”, ou o “Sócrates louco”, pois questionava os valores e as tradições sociais e procurava viver estritamente conforme os princípios que considerava moralmente corretos. Sãos inúmeras as histórias e acontecimentos na vida desse filósofo que o tornaram uma figura instigante da história da filosofia.
 
Cínico, do grego kynicos, significa “como um cão”. Designa assim a corrente dos filósofos que se propuseram viver como os cães da cidade, sem qualquer propriedade e conforto.
 
Levavam ao extremo a tese socrática  de que o ser humano deve procurar conhecer a si mesmo e desprezar todos os bens materiais.
 
FONTES: (COTRIM, G. Fundamentos da filosofia. São Paulo: Saraiva, 2005, pp.105-106) in http://jaueras.blogspot.com.br/2010/01/as-quatro-escolas-do-helenismo.html
 
 
 
 
RESPONDA, NO BLOG, AS QUESTÕES ABAIXO.
 
 
1.      Caracterize, em termos gerais, a filosofia desenvolvida depois do período clássico.
 
2.      Confronte o epicurismo com o estoicismo, destacando semelhanças e diferenças.
 
3.      Por que o pirronismo é considerado uma forma de ceticismo? De que maneira seu ceticismo definia o modo de vida que propunha?
 
4.      Explique a origem da palavra cinismo, destacando sua relação com a corrente filosofia que denomina.

 

23 comentários:

  1. Prezados alunos, bom dia!
    Para que vocês possam estudar para a avaliação objetiva de amanhã, segue uma atividade para reforçar um dos conteúdos trabalhados.
    As respostas deverão ser postadas no próprio blog, poderá ser realizada em duplas e cada postagem deverá estar devidamente identificada com os nomes dos alunos que realizaram a mesma. Vocês poderão consultar o livro para responder as questões propostas.
    Bom trabalho! Marilia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1- Substituiu-se a vida pública pela vida privada como centro de reflexões filosóficas.
      2- O Epicurismo está ligado ao prazer, Epicuro acreditava que o homem necessitava de Liberdade, Amizade e Tempo para meditar e o prazer estaria ligado à ausência de aflições como dor ou abstinência sexual, enquanto o estoicismo preconiza a indiferença, o objetivo da vida é a felicidade, e esta deve ser perseguida segundo a natureza.
      3- É qualquer atitude de questionamento para o conhecimento, fatos, opiniões ou crenças estabelecidas como fatos. Trás a ideia de que tudo é incerto.
      4-o termo cinismo vem do grego kynos, que significa "cão", e desig­na a corrente dos filósofos que se pro­puseram a viver como os cães da cida­de, sem qualquer propriedade ou con­forto.
      Alunas: Paloma Almeida e Giovanna Ianaconi. 1° ensino medio

      Excluir
    2. 1.Substituiu-se a vida pública pela vida privada como centro de reflexões filosóficas.

      2. O Epicurismo está ligado ao prazer, Epicuro acreditava que o homem necessitava de Liberdade, Amizade e Tempo para meditar, já o estoicismo centraliza a indiferença, o objetivo da vida é a felicidade.
      3. É qualquer atitude de questionamento para o conhecimento.
      4.O termo cinismo vem do grego kynos, que significa "cão", e designa a corrente dos filósofos que se pro¬puseram a viver como os cães da cidade, sem qualquer propriedade ou conforto.

      Jonathas Felipe de Oliveira Nº 27 - Publicidade e
      Propaganda - Ceunsp - 2º Semestre

      Excluir
    3. Ludmila Fontes 05 de junho de 2016

      1- É uma filosofia voltada para as relações do homem com sociedade, marcada pela perda da importância política e busca pela felicidade, dando-se origem assim, as escolas filosóficas.
      2- Assim como todas as outras escolas filosóficas desse período, o objetivo era a busca pela felicidade. No caso do Epicurismo, essa busca era feita mediante a procura dos prazeres, sejam eles considerados duradouros ou imediatos, sendo que a busca pela felicidade estaria completa se o homem fosse capaz de dominar os prazeres exagerados da paixão que causam sofrimentos. Já no Estoicismo, o prazer está relacionado a resistência do homem aos sofrimentos e males do mundo. O dever seria o melhor caminho de busca à felicidade.
      3- Porque seu criador definia que a felicidade estaria na contentação com a aparência das coisas. Através do argumento da impossibilidade de conhecimento ou de verdade plena.
      4- Ven do grego Kynicos que significa "como um cão". A proposta da corrente filosófica é estabelecer que a felicidade estaria na completa negação de qualquer bem material ou conforto. A associação "como um cão" seria exatamente essa, desapropriado e livre, igual a um animal de rua.

      Excluir
  2. Daniel Rocha, Bruno Nakagawa21 de maio de 2014 07:06

    1: Está época vai do final do período clássico até o começo da Era Cristã, dentro de um contexto histórico que representa o final da hegemonia política e militar da Grécia.

    2: Epicurismo=busca do prazer(como objetivo maior de vida), através da moderação.
    -Estoicismo=encara o sofrimento como inseparável da condição humana, e procura ignorar o sofrimento alheio(justamente por esse ser inevitável).

    3: Pirronismo, também conhecido como ceticismo pirrônico, foi uma tradição da corrente filosófica do ceticismo fundada por Enesidemo de Cnossos no século I d.C., e registrada por Sexto Empírico no século III.

    4: Cinismo, palavra com origem no termo grego kynismós, é um sistema e doutrina filosófica dos cínicos. Em sentido figurado o cinismo tem uma conotação pejorativa, sendo que designa um homem agudo e mordaz que não respeita os sentimentos e valores estabelecidos nem as convenções sociais.

    ResponderExcluir
  3. Bruno Camargo, Leonardo Cezar21 de maio de 2014 07:08

    1-foi uma filosofia mais cientifica, com mais 'provas'
    2--Epicurismo=busca do prazer(como objetivo maior de vida), através da moderação.
    -Estoicismo=encara o sofrimento como inseparável da condição humana, e procura ignorar o sofrimento alheio(justamente por esse ser inevitável).
    3-Um cético pirrônico acredita nas leis naturais; nos instintos; nas leis e costumes humanos, e na ciência, desde que não seja uma tentativa de ir além dos fenômenos, ou seja, daquilo que me aparece. Sexto Empírico era médico. E o ceticismo pirrônico tem uma relação com o empirismo, desde que seja de acordo com o que eu disse acima.
    4-foi um carente filosófico criada Antístenes

    ResponderExcluir
  4. 1.A filosofia foi caracterizada pelos Pré-Socráticos, no Período Clássico, no Período Pós-Socrático, na filosofia antiga, medieval e moderna.

    2. O epicurismo buscava o prazer, segundo um epicuro: "Quem menos sente a necessidade do amanhã mais alegremente se prepara para o amanhã". Nesse caso o prazer está acima de tudo, diferentemente do Estoicismo, que é a crença do mundo governado por uma lógica divina, ou seja, é mais importante estar em de bem com a natureza mesmo que isso traga desconforto mental ou físico.

    3. Porque foi uma ideia filosófica que defendia a ideia de que tudo é incerto, nada é seguro, qualquer argumento pode ser contestado.

    4. Cínico, do grego kynicos, significa “como um cão”. Designa então um grupo de filósofos que se propuseram a viver como os cães da cidade, sem qualquer bem e conforto, levavam ao extremo a tese socrática de que o ser humano deve procurar conhecer a si mesmo e desprezar todos os bens materiais.

    Isabella Cardoso de Araujo e Isabelle Klarosk Taveira :) 1º M.C. Colégio Ser!

    ResponderExcluir
  5. Gabriella Mena e Luiza Paim.
    1. A época da fiolosofia do final do período clássico e o inicio da Era Cristã é marcada pelas 4 escolas filosóficas do Período Helenístico: o cinismo, o ceticismo, o epicurismo e o estoicismo.

    2. O Epicurismo defendia que os seres deveriam fazer o que lhes dava prazer, em contrapartida, o estoicismo defendia que os seres humanos deveriam fazer o que é moralmente correto.

    3. O ceticismo pirrônico afirma que é impossível decidir sobre a verdade ou a falsidade de uma posição qualquer, ou seja que não podemos tomar como verdade qualquer uma das posições filosóficas. Com o pirronismo, o cético alcança a paz de espirito.

    4.A palavra cinismo tem a sua origem no grego kunikos, que significa "que diz respeito ao cão".
    Cinismo foi uma escola da filosofia grega, saída dos ensinamentos de Sócrates, assim denominada por expressar simbolicamente a atitude mordaz e o género de vida anti-convencional que os caracterizava e também a partir do ginásio Cinosargo, local do ensino, que era o mausoléu do "cão". Como tal, designava-se os adeptos do movimento por cínicos: cães.

    ResponderExcluir
  6. Thiago Moraes e Júlia Loratto21 de maio de 2014 07:18

    1- A filosofia do período clássico tinha como característica principal proporcionar ao homem a paz de espirito, a ataraxia.
    2- O epicurismo procura dar felicidade ao homem ao identificar o bem como prazer sensível moderado.
    O estocismo já prega uma pratica de controle emocional com coragem para enfrentar os problemas.
    3- o pirroismo é considerado ceticismo porque procura diferenciar a verdade da mentira, como diz o Sexto Empírico: " a toda razão opõe-se uma razão de igual valor ". Você precisava saber o que era a sua verdade e não seguir a falsidade.
    4- Cinismo vem da palavra sistema filosófico, que é a prática ade uma sabedoria sem ter uma lei. É viver uma vida sem regras de convivência social, somente as suas regras, sendo uma conduta virtuosa.

    ResponderExcluir
  7. 1. Todas as principais escolas filosóficas buscavam estabelecer um conjunto de preceitos racionais para auxiliar a vida de cada um e, sem sofrimento, conseguir chegar à felicidade e bem-estar. Entre essas escolas, podemos citar: o cinismo, o ceticismo, o epicurismo e o estoicismo.
    2. Epicurismo: propunha que o ser humano deveria buscar o prazer da vida, que era distinguido em duradouros e os que acarretam dores e sofrimentos. O prazer estaria vinculado a uma conduta virtuosa.
    Estoicismo: defendia uma atitude de completa austeridade física e moral, baseando-se na resistência do homem no sofrimento e os males do mundo. Seu ideal era alcançar uma serenidade diante dos acontecimentos.
    Os dois propunham uma resistência do homem no sofrimento e as dores do mundo. Também queriam os prazeres da vida.
    Suas diferenças são claras, porque no Estoicismo há uma atitude mais rígida em comparação com o Epicurismo, o Estoicismo era um dever!
    3. O pirronismo é considerado uma forma de ceticismo porque professa a impossibilidade do conhecimento, da verdade absoluta.
    No ceticismo, o termo que definia seu modo de vida era “cão”, porque eles, basicamente, viviam como cães na cidade.
    4. Cínico, do grego kynicos, significa “como um cão”. Designa assim a corrente dos filósofos que se propuseram viver como os cães da cidade, sem qualquer propriedade e conforto.
    Isis Kovesdy e Jamile Passaro - 1° EM Marie Curie - Colégio Ser Sorocaba!

    ResponderExcluir
  8. 1-É a época dos sofistas e do grande pensador Sócrates.Os sofistas defendiam uma educação, cujo objetivo máximo seria a formação de um cidadão pleno, preparado para atuar politicamente para o crescimento da cidade,porém cobravam pelo serviço.
    Sócrates começa a pensar e refletir sobre o homem, buscando entender o funcionamento do Universo para ele, a verdade está ligada ao bem moral do ser humano.Platão foi discípulo de Sócrates e defendia que as idéias formavam o foco do conhecimento intelectual.
    2-Epicurismo=busca do prazer(como objetivo maior de vida), através da moderação.
    -Estoicismo=encara o sofrimento como inseparável da condição humana, e procura ignorar o sofrimento alheio(justamente por esse ser inevitável).
    3-PIRRONISMO (CETICISMO) – doutrina fundada pelo filosofo Pirro de Élida considerado o verdadeiro fundador do “Ceticismo”. Seu ideal é totalmente voltado para o lado prático, material, cotidiano.
    4-O cinismo foi uma corrente filosófica fundada por Antístenes, cujo maior nome foi Diógenes de Sínope, por volta de 400 a.C., que pregava essencialmente o desapego aos bens materiais e externos.
    Leonardo Stein Campelo 1ºEnsino Médio Colégio
    Ser!

    ResponderExcluir
  9. 1 -Os Pré-Socráticos, Período Clássico, Período Pós-Socrático, Filosofia Antiga, Filosofia Medieval, Filosofia Moderna, Filosofia Contemporânea.
    2 - Epicurismo:busca do prazer, através da moderação.
    - Estoicismo:encara o sofrimento como inseparável da condição humana, e procura ignorar o sofrimento alheio.
    3 - Pois '' Cético'' é uma pessoa que não acredita no que ainda não pode fazer ,e o pirronismo se trata do mesmo gênero.
    4 - O cinismo foi uma escola filosófica, criada por um seguidor de Sócrates, que se chamava Antístenes .

    - João Becatti e Vitor Guimarães.

    ResponderExcluir
  10. 1 - Está época vai do final do período clássico até o começo da Era Cristã, dentro de um contexto histórico que representa o final da hegemonia política e militar da Grécia. Epicurismo , Estoicismo e Ceticismo

    2 – Epicurismo - defendiam que o bem era originário da prática da virtude
    Estoicismo - defendiam a razão a qualquer preço.

    3 - O ceticismo (pirronismo), de Pirro de Élida , segundo suas teorias, nenhum conhecimento é seguro, tudo é incerto. O pirronismo defendia que se deve con¬tentar com as aparências das coisas, des¬frutar o imediato captado pelos sentidos e viver feliz e em paz, em vez de se lan¬çar à busca de uma verdade plena, pois seria impossível ao homem saber se as coisas são efetivamente como aparecem. Assim, o pirronismo é considerado uma forma de ceticismo, que professa a im¬possibilidade do conhecimento, da obten¬ção da verdade absoluta

    4 – significa sistema e a relação , significa uma doutrina virtuosa

    João Pedro Carneiro e Leonardo Sanches

    ResponderExcluir
  11. Gabriele Rodrigues,Isabella Estefani , Beatriz Martorell,Pamela Santos21 de maio de 2014 07:21

    1- O Helenismo é a expansão da cultura Grega pelo Mediterrâneo e Oriente próximo devido as conquistas em imposições culturais do império de Alexandre, O Grande.

    2-Epicurismo: Procura dar felicidade ao homem ao identificar o bem como prazer sensível e moderado.



    Estoicismo: Principal escola filosofica do helenismo, prega uma ética de controle emocional, apatia e coragem perante acontecimentos que não podemos controlar.



    3-Pirronismo:
    Fundado a partir das ideias de Pirro de Élida, foi uma corrente filosófica que defendia a ideia de que tudo é incerto, nenhum conhecimento é seguro, qualquer argumento pode ser contestado.
    Desse modo, aceitando que das coisas só se podem conhecer as aparências e desfrutando o imediato captado pelos sentidos, as pessoas viveriam felizes e em paz.

    4- É uma conduta virtuosa sem necessidade de discurso racional ou de uma convenção.

    ResponderExcluir
  12. Matheus S., Vinícius H., Henrique T.21 de maio de 2014 07:21

    1- Período Clássico

    Os séculos V e IV a.C. na Grécia Antiga foram de grande desenvolvimento cultural e científico. O esplendor de cidades como Atenas, e seu sistema político democrático, proporcionou o terreno propício para o desenvolvimento do pensamento. É a época dos sofistas e do grande pensador Sócrates.

    Os sofistas, entre eles Górgias, Leontinos e Abdera, defendiam uma educação, cujo objetivo máximo seria a formação de um cidadão pleno, preparado para atuar politicamente para o crescimento da cidade. Dentro desta proposta pedagógica, os jovens deveriam ser preparados para falar bem (retórica), pensar e manifestar suas qualidades artísticas.

    2- Estas são as duas principais características do heterônimo Ricardo Reis, do Fernando Pessoa...e são características que não se anulam, podendo ser complementares:
    -Epicurismo=busca do prazer(como objetivo maior de vida), através da moderação.
    -Estoicismo=encara o sofrimento como inseparável da condição humana, e procura ignorar o sofrimento alheio(justamente por esse ser inevitável).

    3- Durante décadas, Wittgenstein (1889-1951) foi considerado avesso à toda forma de ceticismo, seus textos isentos, qual bisturi asséptico,de qualquer gérmen pirrônico. Tal hostilidade ao espírito da dúvida congregou exorcistas do moderno daimon cético em uma sólida comunidade analítica. A insistência em expurgar o ceticismo da filosofia moderna, a começar pela primeira Meditação de Cartesius, podia dispensar o aval da verdade porque a compulsão à repetição tornara-se indeclinável.

    4- O Cinismo foi uma escola filosófica grega criada por Antístenes, seguidor de Sócrates, aproximadamente no ano 400 a.C., mas seu nome de maior destaque foi Diógenes de Sínope. Estes filósofos menosprezavam os pactos sociais, defendiam o desprendimento dos bens materiais e a existência nômade que levavam.


    ResponderExcluir
  13. 1. A filosofia do periodo classico tinha como principal caracteristica a preocupação a etica.
    2. Epicurismo: tem como principal caracteristica garantir a tranquilidade do espirito humano.
    Estoicismo: a condição essencial para se ter uma vida feliz, segundo o estoicismo, é ser e agir com virtude.
    3. Para ambos é impossivel decidir sobre a verdade ou a falsidade de uma preposição qualquer. Ceticismo podia ser definida como uma metodologia.
    4. A palavra cinismo tem a sua origem no grego kunikos, que significa "que diz respeito ao cão".
    Cinismo foi uma escola da filosofia grega, saída dos ensinamentos de Sócrates, assim denominada por expressar simbolicamente a atitude mordaz e o género de vida anti-convencional que os caracterizava e também a partir do ginásio Cinosargo, local do ensino, que era o mausoléu do "cão". Como tal, designava-se os adeptos do movimento por cínicos: cães.
    Beatryz Danziger e Brenda Millani

    ResponderExcluir
  14. Andre Thomazette
    1. A fiolosofia do final do período clássico e do inicio da Era Cristã foi marcada pelas 4 escolas filosóficas do Período Helenistico: cinismo, ceticismo, epicurismo e o estoicismo.

    2. O Epicurismo defendia os seres que deveriam fazer o que lhes davam prazer, o estoicismo defendia os seres humanos que deveriam fazer o que é moralmente correto dentro da sociedade.

    3. O ceticismo pirrônico, afirma que é impossível decidir sobre a verdade ou a falsidade de uma posição qualquer já que não podemos tomar como verdade qualquer uma das posições filosóficas. Com o pirronismo, o cético alcança a paz de espirito.

    4.A palavra cinismo tem a sua origem no grego kunikos, que significa "que diz respeito ao cão".
    Cinismo foi uma escola da filosofia grega, saída dos ensinamentos de Sócrates, assim denominada por expressar simbolicamente a atitude mordaz e o género de vida anti-convencional que os caracterizava e também a partir do ginásio Cinosargo, local do ensino, que era o mausoléu do "cão". Como tal, designava-se os adeptos do movimento por cínicos: cães.

    ResponderExcluir
  15. O objetivo do Helenismo (de acordo com os filósofos das quatro escolas) era buscar o mais essencial da vida: a felicidade.
    Tal sentimento teve interpretações diferentes, e por causa disso, o Helenismo foi dividido em quatro partes.
    Epicuro queria dizer que o prazer era um refúgio para esquecer as coisas ruins ou estressantes. Esses prazeres poderiam ser mais duradouros, que poderia ser caracterizada pelas ambições de cada um, ou também poderiam ser prazeres mais no lado do amor, no caso de uma paixão de cada um.
    Zenão de Cicio dizia que o dever são ordens de cada um, seja deveres com realidades racionas ou reais,de acordo com ele.
    Pirro de Elis defendia a crença pessoal, porque todas as coisas são inseguras para acreditar,dizia ele.
    Diógenes idolatrava a ideia de Sócrates,mas ao extremo.Alegava que as pessoas deveriam valorizar mais a alma,e não os bens materiais.

    Isac Benjamin de Melo Nogueira.

    ResponderExcluir
  16. 1-A filosofia do período clássico tinha como característica principal proporcionar ao homem a paz de espirito, a ataraxia.
    2-O Epicurismo afirma que é bom e verdadeiro aquilo que o corpo e a mente compreendem como prazer já o estoicismo a principal característica do ser humano, aquilo que o diferencia dos outros seres do universo e que lhe dá dignidade é sua razão.
    3-O pirronismo constituiu uma forma de ceticismo, pois professava a impossibilidade do conhecimento, da obtenção da verdade absoluta. Seus argumentos eram os de que nenhum conhecimento é seguro, qualquer argumento pode ser contestado. Por isso, para levar uma vida feliz, seus seguidores propunham que as pessoas adotassem a suspensão do juízo, a abstenção de fazer qualquer julgamento, já que a busca de uma verdade plena é inútil.
    4-A palavra cinismo vem do grego kynos, que significa “cão”; cínico, do termo kynicos, significa “como um cão”. O termo cinismo designa, assim, a corrente dos filósofos que se propuseram viver como os cães da cidade, sem qualquer propriedade ou conforto. Levavam ao extremo a tese socrática de que o ser humano deve procurar conhecer a si mesmo e desprezar todos os bens materiais.
    Luíza Brenga Marina Duarte Stefanie Kremer

    ResponderExcluir
  17. 1-A filosofia após o período clássico baseava-se em quatro vertentes :O cinismo,epicurismo,estoicismos e ceticismo.

    2-O estoicismo defendiam uma atitude de completa austeridade física e moral, baseada na resistência do homem ante os sofrimentos e os males do mundo. Defendiam a noção de que toda a realidade existente é uma realidade racional. Epicurismo propunha a ideia de que o ser humano deve buscar o prazer da vida.. Para Epicuro, o supremo prazer seria de natureza intelectual e obtida mediante o domínio das paixões. Os epicuristas procuravam a ataraxia, termo grego que usavam para designar o estado em que não havia dor, de quietude, serenidade, imperturbabilidade da alma. . Defendia que o prazer é o princípio e o fim de uma vida feliz. 3- O ceticismo pirrônico foi uma corrente filosófica que defendia a ideia de que tudo é incerto sendo assim não havia uma total verdade.
    Desse modo, aceitando que das coisas só se podem conhecer as aparências e desfrutando o imediato captado pelos sentidos, as pessoas viveriam felizes e em paz.Ele pode ser considerado como uma forma de ceticismo,pois ele ``duvidava e não acreditava numa verdade absoluta e não procurava teorias que explicassem seus questionamentos
    4-
    O cinismo - o termo cinismo vem do grego kynos, que significa "cão", e designa a corrente dos filósofos que se propuseram a viver como os cães da cidade, sem qualquer propriedade ou conforto. Levavam ao extremo a filosofia de Sócrates, segundo a qual o homem deve procurar conhecer a si mesmo e desprezar todos os bens materiais.
    Levavam ao extremo a tese socrática de que o ser humano deve procurar conhecer a si mesmo e desprezar todos os bens materiais.
    Ana Beatriz,Helena e Washington

    ResponderExcluir
  18. 1-a filosofia tinha como motivo trazer a paz ao homem
    2-O Epicurismo defendia que os seres deveriam fazer o que lhes dava prazer, em contrapartida, o estoicismo defendia que os seres humanos deveriam fazer o que é moralmente correto.
    3-ceticos acreditavam nas leis naturais, nos instintos e nos costumes humanos
    4-Cinismo, palavra com origem no termo grego kynismós, é um sistema e doutrina filosófica dos cínicos.

    Guilherme Medeiros e Kauan Cicoti
    1º E.M.

    ResponderExcluir
  19. 1. As filosofias helenísticas têm em comum a preocupação com a ética, a ideia de que as regras de vivência deveriam estar em harmonia com a compreensão filosófico do homem e do mundo, e a busca por paz espiritual (ataraxia).
    2. Enquanto os estoicos acreditavam que não se deveria sofrer por aquilo que não está em nosso controle e que o ser humano poderia ser guiado totalmente pela razão, os seguidores do epicurismo afirmavam que nossa percepções e sentimentos são uma parte importante de nós, e a paz de espírito pode ser alcançada com a moderação dos prazeres.
    3. Pirro de Hélida, como todos os filósofos céticos da época, acreditava que a verdade era algo inalcançável, e que a paz de espírito só seria alcançado ao desistir dessa busca e aceitar a dúvida.
    4. A palavra deriva do grego kynismós, chegando até o presente pelo latim cynismu, alguns afirmam ser um termo derivado da palavra grega para cachorro: kŷőn, kynós, numa analogia com o fato de os cínicos pregarem uma vida como a dos cães, na ótica das pessoas contemporâneas. O cínico afirmava que a felicidade consiste na virtude, que não tinha relação com as leis da cidade, e por isso era necessário rejeitar todas as comodidades humanas.
    Grupo: Vitor Henrique, Gabriel Giacomine, Ian.

    ResponderExcluir
  20. Amodoro tudo isso, hahaha sqn, ta parei. Obg pelas respostas me ajudaram batante, bjus a todos!

    ResponderExcluir